Deltan Dallagnol confia no povo brasileiro

Postado em 10 de agosto de 2016

No vídeo abaixo vemos o procurador de justiça e coordenador da força tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, falando sobre a gigantesca operação que mudou o país, em entrevista ao Jô Soares.

Todos os casos de corrupção em que o dinheiro foi devolvido ao Brasil somam menos de R$ 45 milhões, enquanto na Lava Jato já há uma soma superior a R$ 500 milhões que retornaram do exterior.

Sobre o projeto 10 medidas, o procurador defendeu que a única maneira de acabarmos com a corrupção é com democracia participativa: vimos casos de projetos que também pareciam agir em sentido contrário ao “interesse de uma parcela dos parlamentares”, como o ficha limpa, que impediria muitos deles de concorrer nas próximas eleições, mas que foram aprovados porque a população se manifestou, disse Dallagnol.

Como a impunidade se tornou a regra e a política profissão no Brasil, a corrupção deixou de ser notícia. A Lava Jato é um ponto fora da curva e pode mudar o Brasil.

“Temos de ser senhores do nosso destino.”

Para Haver Líderes Exige-se Liderados.

  Por Michael I. Knowles, no Daily Wire. Ninguém deprecia o presidente Trump melhor do que o presidente Trump - basta perguntar a ele. E, no entanto, apesar de toda a fanfarronice e jactância, o homem que não conseguia ver um prédio sem querer...

Juiz faz Campanha para Bandido.

Do site do O Antagonista. A Folha noticiou que o juiz do trabalho Átila Roesler e sua mulher, Gabriela Goergen de Oliveira, foram detidos por alguns minutos na Praça do Comércio, em Lisboa, porque Gabriela fazia fotos com um cartaz no qual estava escrito “Lula Livre”....

PCB e PSOL Querem Censurar Policial que Matou Bandido

do O Antagonista: O PCB e o PSOL queriam que a policial Katia da Silva Sastre, candidata a deputada federal em São Paulo, pelo PR, fosse impedida de exibir na propaganda eleitoral o vídeo que a mostra matando um assaltante na porta da escola da sua filha....

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *