Injustiça da vez.

Postado em 11 de novembro de 2016

A dona de casa Rosana Aparecida Martins, de 51 anos, foi autuada por transporte ilegal de passageiros em Campinas – SP. Rosana transportava os dois netos e mais duas crianças para uma escola municipal há cerda de um ano e meio. Ela teve o carro apreendido e terá que pagar multa de R$370 reais por transporte “irregular”.

“Foi um absurdo que fizeram. Eu fui abordada por dois fiscais que me disseram que havia uma denúncia de que eu fazia o transporte irregular de crianças e que teria que descer do veículo. Eles falaram que estavam me monitorando há um mês e que fizeram uma campana nesse dia para me flagrar. Eu estava com minha mãe e as crianças e passei por muito constrangimento”, disse Rosana. Ela pagou a multa, retirou o automóvel no dia seguinte à apreensão, vai recorrer do pagamento e avalia processar a Emdec por danos morais e materiais. “Eu me senti como se fosse uma criminosa”.

Além do estado criar leis e normas irrelevantes que interferem na vida das pessoas, ainda gasta dinheiro dos pagadores de impostos vigiando e restringindo a liberdade dos brasileiros de se locomoverem como quiserem.

Notícia de Rafael Cury, do site do ILISP

Publicação de André Meerholz no CONJUR

O Advogado André Meerholz,  do Núcleo de Direito Administrativo do Escritório, publicou, no dia 07/05/2021, artigo no site Consultor Jurídico, com o tema “O diálogo competitivo na nova Lei de Licitações“. Confira o artigo aqui. The post Publicação de André Meerholz no...

O diálogo competitivo na nova Lei de Licitações

*Artigo publicado no site Consultor Jurídico, no dia  07 de maio de 2021. Em 1º de abril foi publicada a Lei 14.133/2021, que estabelece novas diretrizes para licitações e contratos administrativos. A nova lei preserva inúmeros institutos e instrumentos que, sobretudo...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *