Prisão de Cabral: juiz cita a Bíblia em despacho.

Postado em 18 de novembro de 2016

Entre vários aspectos, como o estado de calamidade pública devido à crise financeira, e a lesividade para a sociedade, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, no despacho que decretou a prisão do ex-governador Sérgio Cabral, diz:

“Outro aspecto a ser valorizado é o efeito educativo que o rigor judicial certamente há de exercer sobre os milhares de administradores públicos de nosso país, pois não há maior incentivo à criminalidade do que o sentimento generalizado de impunidade por parte de quem se acha acima do próprio Estado de Direito. São atuais, portanto, os preceitos bíblicos consagrados no Livro de Eclesiastes (capítulo 8, versículo 11), que pontua: “Por que será que as pessoas cometem crimes com tanta facilidade? É porque os criminosos não são castigados logo;” (Bíblia Sagrada – Nova Tradução na Linguagem de Hoje).”

Publicação de André Meerholz no CONJUR

O Advogado André Meerholz,  do Núcleo de Direito Administrativo do Escritório, publicou, no dia 07/05/2021, artigo no site Consultor Jurídico, com o tema “O diálogo competitivo na nova Lei de Licitações“. Confira o artigo aqui. The post Publicação de André Meerholz no...

O diálogo competitivo na nova Lei de Licitações

*Artigo publicado no site Consultor Jurídico, no dia  07 de maio de 2021. Em 1º de abril foi publicada a Lei 14.133/2021, que estabelece novas diretrizes para licitações e contratos administrativos. A nova lei preserva inúmeros institutos e instrumentos que, sobretudo...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *