Branca na capa ofende público negro.

Postado em 2 de abril de 2017

branca em revista negra

Artigo de Travis M. Andrews aqui.

A revista Blackhair, dirigida a mulheres negras, uma das mais importantes publicações da Europa, usou uma mulher branca em sua capa. Os editores admitiram que não sabiam que a modelo era branca.

Em um post no Instagram,que recebeu mais de 2,000 likes, Bador, que tem o cabelo liso, disse que a foto tinha sido usada para a capa sem a sua autorização. “Eu nunca teria admitido […] estou irritada e zangada.

Ela ainda se disse constrangida com a foto, que se tratava de um tipo de apropriação cultural. Esse termo normalmente refere-se à adoção de elementos de outra cultura, geralmente em benefício próprio.

Bador desculpou-se por qualquer apropriação cultural da qual ela pudesse ser culpada, alegando ter, à época, cerc de 15 anos, ocasião em que não entendia o impacto que a apropriação cultural tem sobre pessoas de cor.”

Seguindo a loucura politicamente correta, segundo a qual nada pode ofender (esquerdistas), a modelo continua:

“Cresci numa cidade muito, muito, branca. Não tinha ideia das dificuldades que mulheres negras enfrentavam e como são perseguidas pelo seu cabelo. Não entendia como constantemente lhes dizem que seu cabelo natural é inadequado/não profissional, nem que dizem para as meninas ue elas não podem ir à escola com seu cabelo natural. Não sabia que fotos como esta defendem o padrão de beleza eurocêntrico sobre o qual a media dominante foca e que reforça a ideia de que as características negras são ok apenas em mulheres negras. Eu não entendia que, ao andar na rua, eu seria elogiada por este cabelom, mas se eu fosse uma mulher negra, eu seria perseguida por causa dele.”

Para Haver Líderes Exige-se Liderados.

  Por Michael I. Knowles, no Daily Wire. Ninguém deprecia o presidente Trump melhor do que o presidente Trump - basta perguntar a ele. E, no entanto, apesar de toda a fanfarronice e jactância, o homem que não conseguia ver um prédio sem querer...

Juiz faz Campanha para Bandido.

Do site do O Antagonista. A Folha noticiou que o juiz do trabalho Átila Roesler e sua mulher, Gabriela Goergen de Oliveira, foram detidos por alguns minutos na Praça do Comércio, em Lisboa, porque Gabriela fazia fotos com um cartaz no qual estava escrito “Lula Livre”....

PCB e PSOL Querem Censurar Policial que Matou Bandido

do O Antagonista: O PCB e o PSOL queriam que a policial Katia da Silva Sastre, candidata a deputada federal em São Paulo, pelo PR, fosse impedida de exibir na propaganda eleitoral o vídeo que a mostra matando um assaltante na porta da escola da sua filha....

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *