A Aberração dos que Controlam a Lei.

Postado em 22 de junho de 2017

O procurador ” é pago pelo contribuinte para colocar criminosos na cadeia — e não para fazer o contrário.”

Leia o artigo completo de J. R. Guzzo, na coluna de Augusto Nunes, na Veja.

 

O Brasil de hoje está dividido em dois tipos de gente. De um lado, há os que mandam na aprovação de leis e, principalmente, na sua aplicação. São os políticos, que executam a primeira tarefa do jeito que se sabe, e depois deles camadas sucessivas de advogados caros ou influentes, desembargadores, procuradores gerais ou parciais, ministros de tribunais superiores e, acima de todos, os onze cidadãos que estão no momento no Supremo Tribunal Federal; frequentemente, chamam a si mesmos de “juristas”. Do outro lado estão os “leigos” — todos os demais cidadãos brasileiros, cujo papel é obedecer a tudo o que o primeiro grupo decide.

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *