Sindicatos Tomam do Próprio Remédio

Postado em 17 de novembro de 2017

por Marcelo Faria, no ILISP.

A reforma trabalhista  já causa vítimas. Com uma despesa mensal de R$ 30 mil, o Sindicato dos Publicitários do Estado do Rio de Janeiro irá fechar as portas quando a contribuição se tornar facultativa.

A afirmação foi feita por Cleverson Valadão, Secretário de Finanças e diretor da entidade há mais de 20 anos. “Publicitários não se interessam em participar das atividades sindicais”, disse o dirigente. A área de atuação do sindicato, originalmente municipal, foi ampliada para todo o Estado do Rio de Janeiro a fim de evitar o surgimento de novos sindicatos municiais do setor.

Características do mercado de publicidade como elevado nível de terceirização e contratação dos profissionais melhor remunerados como Pessoas Jurídicas para fugir da CLT também não favorecem a existência do sindicato com contribuições voluntárias. Ainda assim, o sindicalista espera para que a entidade dure mais alguns meses: “aqui não esbanjamos com carros e viagens, e conseguimos guardar uma reserva”, informou.

 

Leia também: Nenhum Direito a Menos.

Para Haver Líderes Exige-se Liderados.

  Por Michael I. Knowles, no Daily Wire. Ninguém deprecia o presidente Trump melhor do que o presidente Trump - basta perguntar a ele. E, no entanto, apesar de toda a fanfarronice e jactância, o homem que não conseguia ver um prédio sem querer...

Juiz faz Campanha para Bandido.

Do site do O Antagonista. A Folha noticiou que o juiz do trabalho Átila Roesler e sua mulher, Gabriela Goergen de Oliveira, foram detidos por alguns minutos na Praça do Comércio, em Lisboa, porque Gabriela fazia fotos com um cartaz no qual estava escrito “Lula Livre”....

PCB e PSOL Querem Censurar Policial que Matou Bandido

do O Antagonista: O PCB e o PSOL queriam que a policial Katia da Silva Sastre, candidata a deputada federal em São Paulo, pelo PR, fosse impedida de exibir na propaganda eleitoral o vídeo que a mostra matando um assaltante na porta da escola da sua filha....

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *