Presidiário Alega Ansiedade para Exigir Tratamento Especial

Postado em 27 de novembro de 2017

Aconteceu nos EUA, mas tudo que não presta a esquerda toma como modelo, avida e velozmente. Como consequência, o cidadão que não é assistido pelo Estado apesar de  trabalhar, sustenta os privilégios dos infratores.

Um grupo de direitos humanos norte-americano entrou com um processo contra o Departamento de Correção de Indiana em nome de um preso. 
A prisão não lhe forncO encarcerado alega ser transexual, acusando a recusa da prisão de lhe dar hormônios é comparável à negação de um remédio para vítimas de câncer.
 
O grupo insiste que A. Loveday passa por ansiedade, depressão e pensamentos suicidas porque a prisão se recusa a lhe fornecer os hormônios que lhe permitem transição para se tornar uma mulher
A ação do grupo cita a Oitava Emenda, que proíbe o governo de “deliberadamente permanecer indiferente a necessidades médicas graves de um preso.” A referida emenda foi escrita para impedir que o governo de torturar fisicamente os presos e de impedi-los de receber tratamento médico urgente. O Estado fornece os hormônios apenas para quem já estava em tratamento antes de ser preso, o que não é o caso de Loveday.
 
O grupo argumenta:”Se um preso é diagnosticado com câncer dois anos após ser preso, o sistema prisional trataria o câncer”,
 
Se ele ganhar seu processo, o povos do estado de Indiana terá que pagar por seu tratamento, que custa US $ 20.000 ao longo de um período de dois anos.
 
Em 2015, o traidor condenado Chelsea Manning, cuja sentença foi comutada pelo ex-presidente Barack Obama, foi aprovado para terapia hormonal para mudança de sexo.
Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: .
Data de Publicação: 27 de novembro de 2017.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: .
Data de Publicação: 27 de novembro de 2017.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *