“A mania de justiça é civilizatória”

Postado em 23 de janeiro de 2018

O Antagonista destacou um trecho de artigo de Joaquim Falcão, professor de Direito da FGV. O título deste artigo é o destaque do trecho:

“O julgamento do ex-presidente Lula, em Porto Alegre, é mais do que mera decisão judicial. É momento simbólico da mania de justiça que assola o país. Desde o Mensalão.

Que mania é esta?
É um sentimento mais profundo. Além da política. Que despertou em milhões de brasileiros. Nos amplos setores da vida cotidiana de cada um (…).

Esse sentimento, essa mania de justiça, é civilizatório. É uma espécie de ‘jusmania’.

Mas como concretizá-lo?

Hoje, ele ainda é canalizado para o Poder Judiciário. Tarefa de policiais, procuradores, defensores, advogados, juízes e tribunais. Até quando? (…)

Não se aguenta mais o Judiciário transformar a concretização da justiça em momento infinito.

Já não se discute a futura decisão do TRF-4. Discutem-se os recursos que vão se multiplicar.

No fundo, depositário institucional da mania de justiça, o Judiciário demonstra que faz dos recursos que aceita a armadilha de si mesmo.

Não usa sua independência para se proteger. Deixa-se usar. É refém passivo da iniciativa dos advogados por novos recursos.

Recursos podem beneficiar réus, embora rarissimamente os números mostrem. Aumentam a clientela dos advogados, mas, sobretudo, desgastam o Poder Judiciário.

Nesse desgaste mora o perigo da impaciência e indignação popular.

Sentimentos não são eternos.”

Para Haver Líderes Exige-se Liderados.

  Por Michael I. Knowles, no Daily Wire. Ninguém deprecia o presidente Trump melhor do que o presidente Trump - basta perguntar a ele. E, no entanto, apesar de toda a fanfarronice e jactância, o homem que não conseguia ver um prédio sem querer...

Juiz faz Campanha para Bandido.

Do site do O Antagonista. A Folha noticiou que o juiz do trabalho Átila Roesler e sua mulher, Gabriela Goergen de Oliveira, foram detidos por alguns minutos na Praça do Comércio, em Lisboa, porque Gabriela fazia fotos com um cartaz no qual estava escrito “Lula Livre”....

PCB e PSOL Querem Censurar Policial que Matou Bandido

do O Antagonista: O PCB e o PSOL queriam que a policial Katia da Silva Sastre, candidata a deputada federal em São Paulo, pelo PR, fosse impedida de exibir na propaganda eleitoral o vídeo que a mostra matando um assaltante na porta da escola da sua filha....

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *