Barroso determina instalação de barreiras sanitárias contra a Covid-19 em terras indígenas

Postado em 2 de dezembro de 2020

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, determinou que o governo instale barreiras sanitárias contra a Covid-19 em terras indígenas na Amazônia. O ministro é relator de ação apresentada pelo grupo Articulação dos Povos Indígenas, que reclama de omissão das autoridades no combate à Covid-19 na região. Desde julho, Barroso cobra a implementação a adoção de medidas nas aldeias. Segundo o ministro, a população indígena está em situação vulnerável e a situação na região é “gravíssima”. Luís Roberto Barroso ressaltou ainda que o Executivo se comprometeu com o cronograma de execução das barreiras e que é obrigado a cumpri-lo.

Na decisão, o ministro estabeleceu o prazo de 48 horas para que o governo convoque a Sala de Situação, composta por indígenas, integrantes do governo e observadores, como o Conselho Nacional de Justiça. Barroso também intimou a Procuradoria-Geral da República, a Defensoria Pública da União e o Conselho Nacional de Direitos Humanos a fim de que indiquem outras terras nas quais as medidas de contenção tenham sido suspensas ou ainda não tenham sido implementadas. Nesta segunda-feira, 30, o Brasil registrou quase 51 mil novas infecções pela Covid-19, chegando a 6,3 milhões de casos confirmados em todo o país. Desde o início da pandemia, 173.817 pessoas perderam a vida por complicações da doença. Ao todo, 5,6 milhões de brasileiros estão curados.

*Com informações da repórter Letícia Santini

Jovem Pan
Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 2 de dezembro de 2020.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 2 de dezembro de 2020.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *