PSB aprova ‘indicativo’ de apoio a Arthur Lira na corrida pela presidência da Câmara

Postado em 9 de dezembro de 2020

A bancada do PSB na Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira, 9, um indicativo de apoio à candidatura de Arthur Lira (PP-AL) à presidência da Casa. Em uma reunião virtual, 18 parlamentares do partido de oposição se manifestaram favoravelmente ao nome do expoente do Centrão, que conta com o apoio do Palácio do Planalto para suceder Rodrigo Maia (DEM-RJ). O líder da sigla na Câmara, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), ficou neutro. Outros cinco integrantes foram contra a adesão – a bancada é composta por 31 parlamentares. Segundo relatos feitos à Jovem Pan, será apresentado a Lira, nos próximos dias, um documento com propostas, bandeiras e compromissos com os quais o partido gostaria que o candidato se comprometesse. Entre os temas estão a defesa da pauta a favor do meio ambiente, do combate às desigualdades sociais, garantia de diálogo com o governo Bolsonaro e preservação da independência do Legislativo.

Um deputado do PSB disse à Jovem Pan que a adesão à candidatura de Lira ocorreu porque, de uma maneira geral, os partidos de oposição não conseguiram apresentar uma alternativa própria que representasse o chamado campo progressista. Além disso, avalia que a demora na definição de um candidato que irá representar o bloco liderado por Maia inviabilizou a escolha de um nome consensual. “Uma parte da oposição ficou aguardando a decisão do Rodrigo, a decisão do STF, também. Boa parte dos partidos iria jogar o jogo do Rodrigo. Agora, Lira já até lançou sua candidatura e o bloco de Rodrigo não se definiu. Todos esses fatores influenciaram na decisão”, afirma.

Questionado sobre a repercussão que o eventual apoio do PSB, partido de oposição, a um candidato que possui o apoio do governo Bolsonaro causará, o parlamentar diz que “todos os candidatos colocados até o momento têm certa relação com Bolsonaro”. “O MDB tem dois líderes, o do Senado e do Congresso. O DEM tem ministérios importantes, como o da Agricultura. O deputado Aguinaldo Ribeiro [PP-PB] é líder da maioria. Pastor Marcos Ribeiro é do Republicanos, onde estão os filhos do Bolsonaro. A avaliação, no entanto, não é unânime dentro da bancada. Um segundo deputado ouvido pela Jovem Pan, sob a condição de anonimato, disparou contra o indicativo aprovado nesta quarta: “É um absurdo. A oposição vai rachar”.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: André Siqueira.
Data de Publicação: 9 de dezembro de 2020.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: André Siqueira.
Data de Publicação: 9 de dezembro de 2020.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *