‘Rodrigo Pacheco tem condições de vencer o pleito do Senado’, afirma Otto Alencar

Postado em 6 de janeiro de 2021

O líder do PSD no Senado, Otto Alencar, acredita que Rodrigo Pacheco é um bom nome para substituir Davi Alcolumbre na presidência da Casa. Na terça-feira, 5, o partido declarou apoio ao candidato do DEM na eleição que acontece em cerca de um mês. “Nós tínhamos a possibilidade de ter um nome nosso, que seria o Antonio Anastasia, mas ele resolveu não aceitar a candidatura. Ontem nos reunimos pela terceira vez e decidimos, por unanimidade dos onze senadores, apoiar Rodrigo Pacheco. Pela manhã fui a Belo Horizonte e conversei com o prefeito Alexandre Kalil e eles tiveram um entendimento, a bancada mineira se uniu.”

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, Alencar acredita que Pacheco teve “participação eficiente” nos últimos dois anos no Congresso. “Ele fez bons amigos, teve uma capacidade de aglutinar muito boa. Não posso afirmar quantos votos ele teria, porque não conversei com outras bancadas. Mas tive algumas reuniões com senadores de outros partidos e Pacheco tem simpatia de vários. Até agora ele é o único candidato colocado, mas acredito que ele é competitivo e com condições de vencer o pleito.” De acordo com ele, a decisão do PSD foi tomada em sintonia com temas colocados por Pacheco — como mesa diretora, decisões de forma colegiada e reforma administrativa.

Pacheco afirmou reconhecer a importância das reformas, sobretudo a administrativa. “As coisas começam pela Câmara, como foi no caso da Previdência e a trabalhista. Espero que isso possa andar, temos todo interesse por apreciar a reforma administrativa porque é um tema fundamental para o Brasil. A bancada do PSD está disposta a apreciar essa matéria e votar para tornar o Estado mais eficiente e menos pesado”, argumentou. Sobre um possível apoio do Partido dos Trabalhadores, Otto Alencar disse saber que já aconteceram reuniões em busca de entendimento — mas nenhuma decisão foi tomada. Em relação a um possível apoio em troca de cargos, o senador acredita que seria inconveniente marcar posições antes de ganhar a eleição. “Toda eleição tem como princípio a prudência.”

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 6 de janeiro de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

AGU recorre de decisão que determinou a realização do Censo 2021

AGU recorre de decisão que determinou a realização do Censo 2021

A Advocacia-Geral de União (AGU) recorreu de uma liminar do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF) que ordenou a realização do Censo 2021. O julgamento no plenário da Corte deverá começar nesta sexta-feira, 7. A defesa do governo pede que o Supremo...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *