Cidadania recorre de decisão que suspendeu processo de expulsão de Fernando Cury

Postado em 21 de janeiro de 2021

A defesa do Cidadania recorreu, nesta quinta-feira, 21, da decisão da juíza Thaissa Guimarães, da 20ª Vara Cível de Brasília, que suspendeu o procedimento ético-disciplinar que recomendou sua expulsão do partido ao qual o deputado estadual Fernando Cury responde no Conselho de Ética da sigla por importunação sexual contra a deputada estadual Isa Penna (PSOL). Os advogados da legenda pedem que a ação movida pelos defensores de Cury seja considerada improcedente por se tratar de matéria interna corporis, ou seja, a ser decidida em âmbito partidário e não nas justiças estadual, distrital ou eleitoral, sob pena de ferir a autonomia dos partidos políticos.

No recurso, o Cidadania também pede que o parlamentar seja condenado por “litigância de má-fé”, ou seja, por tentar de forma intencional atrasar o andamento do processo. “Não se deve utilizar de subterfúgios na tentativa de contemplar os direitos pretendidos”, dizem os advogados do partido. “O autor distancia-se claramente do dever de veracidade que recai sobre o relato dos fatos, o que implica em desvirtuar por completo os interesses supremos da Justiça ao provocar a já sobrecarregada máquina judiciária, apresentando ilações fragilíssimas e superficiais a amparar sua pretensão”, acrescentam.

“No mérito, os advogados requerem que a ação seja julgada improcedente e Fernando Cury, condenado por litigância de má-fé. ‘As ilações feitas pela parte autora carecem de coerência e fundamentos básicos para que haja o prosseguimento da presente demanda. O autor, temendo uma punição do Cidadania, além da represália da população por sua conduta inapropriada, agiu precipitadamente nos presentes autos por mero lapso interpretativo ou tinha ele a intenção de distorcer a realidade dos fatos?”‘, diz nota divulgada pelo partido nesta quinta-feira.

O episódio de assédio ocorreu no dia 18 de dezembro. Na ocasião, imagens registradas pelo canal da Alesp, que transmitia ao vivo a sessão de votação do Orçamento do estado, mostram Cury se aproximando de Isa Penna, posicionando-se atrás da parlamentar e colocando a mão na lateral de seus seios. No momento, a parlamentar conversava com o presidente da Casa, Cauê Macris (PSDB), na mesa diretora da Alesp. As imagens mostram, ainda, a deputada do PSOL empurrando o braço do parlamentar.

 

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 21 de janeiro de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

‘A luta é dura e árdua’, disse Bruno Covas em sua última carta

‘A luta é dura e árdua’, disse Bruno Covas em sua última carta

Em sua última carta, o prefeito Bruno Covas (PSDB) agradeceu às manifestações de apoio dos companheiros de partido e afirmou que, “de cabeça erguida”, estava enfrentando os “desafios que a vida (lhe) impõe”. “A luta é dura e árdua, mas não esmoreço e sigo em frente”,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *