STF homologa acordo que livra Onyx Lorenzoni de investigação por caixa 2

Postado em 22 de fevereiro de 2021

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, homologou um acordo em favor do ministro da Secretaria Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni. No ano passado, o atual titular da Secretaria-Geral da Presidência admitiu a prática de caixa dois à Procuradoria-Geral da República (PGR). Para evitar uma ação penal, Onyx concordou em pagar uma multa de valor superior a R$ 189 mil. Lorenzoni era investigado por falsidade ideológica eleitoral por doações não contabilizadas da JBS nas campanhas de 2012 e 2014, que somam R$ 300 mil. O caixa dois foi revelado na delação premiada de executivos da empresa.

Marco Aurélio Mello entendeu que o processo deveria ser analisado pela primeira instância da Justiça Eleitoral, no Rio Grande do Sul. No entanto, Onyx recorreu para manter o julgamento no Supremo e, na semana passada, o plenário da Casa decidiu pela decisão em Brasília. “Homologo o acordo de não persecução penal. O instrumento revela confissão formal e circunstanciada da prática de crime sem violência ou grave ameaça, com pena mínima inferior a quatro anos, além de voluntariedade e participação de profissional da advocacia”, coloca Marco Aurélio, com base em dispositivo do pacote anticrime proposto por pelo ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, em 2019. Mas o modelo aprovado pelo Congresso Nacional é baseado em proposta do ministro do STF, Alexandre de Moraes. Agora a ação acaba quando Onyx Lorenzoni pagar a multa.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 22 de fevereiro de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *