Senadores criticam postura do Itamaraty na crise e pedem saída de Ernesto Araújo

Postado em 25 de março de 2021

Interpelado por senadores, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse, na quarta-feira, 24, que não há atraso no plano de imunização contra a Covid-19 e nem na compra de vacinas. Em uma longa e conturbada audiência no Senado Federal, ele prometeu a chegada de insumos vindos da China para 32 milhões de doses da vacina de Oxford até o final deste mês. Confrontado com episódios que geraram atritos nas relações entre o Brasil e a China, Ernesto Araújo negou que os diálogo entre os dois países tenha sido abalado. “Nós não temos nenhum problema diplomático com a China. Nós somos o único grande país que tem essa situação hoje. E isso faz parte de uma construção da nossa política externa, que eu vejo que é completamente mal entendida. Eu acho que os senhores, vossas excelências, talvez acompanhem por fontes inadequadas”, argumentou o ministro.

Ao longo da sessão, a maioria dos senadores fez duras à gestão do chanceler a frente do Itamaraty. Para o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), o Brasil de tornou um pária internacional devido à atuação do ministro. Fabiano Contarato (Rede-ES) criticou a exposição feita por Ernesto Araújo. “Eu nunca presenciei uma apresentação tão confusa, não sabendo construir uma frase com sujeito, verbo e objeto. Não respondeu às perguntas. O senhor realmente cursou o Instituto Rio Branco? Sua fala não me parece diplomática, porque ao invés do senhor pedir desculpas pelo embaixador da China, o senhor defende quem o ofendeu”, contestou. Muitos dos que participaram da sessão pediram a saída de Ernesto Araújo do Itamaraty.

Para a senadora Simone Tebet (MDB-MS), ele perdeu credibilidade na casa. “Em uma reunião sem sentido diante de um ministro que não reconhece qualquer falha. Ministro, vossa excelência é unanimidade no Senado Federal, coisa que eu nunca vi. Unanimidade de rejeição e de incompetência. Não há outro caminho, ministro. Nada de vossa excelência ou de seu ministério vai ser bem recebido daqui para frente nesta casa”. Apesar das críticas, o ministro Ernesto Araújo disse que não vai deixar o cargo e que é preciso reconhecer as qualidades do governo. Ele disse ter a consciência tranquila. “Eu fecho os olhos e durma com toda a tranquilidade, com a minha consciência limpa de que, tanto no tema da Covid quanto em toda meu desempenho a frente do ministério, a cada dia, eu trabalhei pelo Brasil, por um novo Brasil. Não pelo Brasil da corrupção, do roubo”, defendeu.

Durante a sessão, provocou polêmica um gestão do assessor internacional da Presidência da República, Filipe Martins. Enquanto o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) falava, ele formou um círculo com os dedos indicador e polegar e deixou os outros três dedos esticados. O gesto foi visto como obsceno por alguns senadores que chegaram a pedir a expulsão do assessor. Rodrigo Pacheco disse que vai investigar. “A presidência não fará pré-julgamentos, nem estabelecerá qualquer tipo de preconceito em relação ao fato e determina à secretaria-geral da Mesa, que cuide de colher as informações necessárias, inclusive a imagem da sessão e as encaminhe para a Polícia Legislativa do Senado Federal para instalação de procedimento próprio”, declarou Pacheco. Mais cedo na Câmara dos Deputados, o ministro disse que considera difícil o Brasil obter dos Estados Unidos autorização para a compra das vacinas de Oxford que estão estocadas naquele país. Segundo ele, a quantidade seria limitada e o processo está sujeito à regulação dos americanos.

*Com informações do repórter Levy Guimarães

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 25 de março de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 25 de março de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

Rogéria Dotti participa de evento promovido pela AASP

Rogéria Dotti participa de evento promovido pela AASP

Nos dias 05 e 06 de agosto, acontece o evento “Desjudicialização da Execução Civil. Debate sobre o PL Nº 6.204/2019”, organizado pela Associação dos Advogados de São Paulo-AASP e coordenação de Flávia Ribeiro. Rogéria Dotti está confirmada para proferir palestra ao...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *