Na contramão de Nunes Marques, Kalil mantém proibição de cultos e missas presenciais em BH

Postado em 4 de abril de 2021

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), afirmou, na noite de sábado, 3, que não seguirá a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF)Kassio Nunes Marques, que autorizou a realização de missas, cultos e outras cerimônias religiosas presenciais em todo o país. Em seu Twitter, o prefeito da capital mineira disse que “acompanhará o Plenário do Supremo Tribunal Federal” e o que “vale é o decreto do Prefeito”. A postagem faz referência ao entendimento do STF de que Estados e municípios têm poder para definir regras sobre isolamento social durante a pandemia do coronavírus. “Estão proibidos os cultos e missas presenciais”, declarou Kalil.

Horas depois da, o advogado-Geral da União, André Mendonça, entrou com uma ação no STF pedindo que o ministro Nunes Marques intime o prefeito de Belo Horizonte pelo “descumprimento de decisão judicial”. “Conforme postagem hoje às 18h48min em rede social, o Sr. Prefeito do Município de Belo Horizonte informou que irá manter a proibição de cultos e missas presenciais, em claro descumprimento da decisão proferida nestes autos”, diz Mendonça. “Ante o exposto, o Advogado-Geral da União postula seja avaliada por esse Eminente Ministro Relator a situação de descumprimento noticiada, bem como pede a imediata intimação da autoridade recalcitrante, sob as penas da lei.”

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 4 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *