Conselho arquiva representações contra Eduardo Bolsonaro por falas sobre AI-5

Postado em 9 de abril de 2021

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados descartou ação contra Eduardo Bolsonaro. PSOL, Rede, PT e PCdoB entraram com duas representações contra o parlamentar do PSL após entrevista em outubro de 2019, na qual o deputado afirmou que se a esquerda radicalizasse, a resposta do governo poderia ser um ‘novo AI-5’. A deputada do PSOL, Fernanda Melchionna, solicitou, sem sucesso, o impedimento do relator do caso, o deputado Igor Timo. “Um parlamentar que rasga a Constituição, que defende a ditadura civil militar, que na prática defende torturas e todas as violações de Direito Humanos cometidos pelo Ato Institucional 5, óbvio, deveria ser processo de cassação.”

Igor Timo apresentou parecer pelo arquivamento dos casos. O deputado explicou a razão de procurar Jair Bolsonaro. “Procurei o presidente para que ele se manifestasse sobre os recursos destinados por ele. Então não há nenhum tipo de relação anterior, deixo isso muito claro, deputada Fernanda. É importante termos equilíbrio nas nossas decisões”, disse. O filho do chefe do Executivo se diz vítima da esquerda. “As minhas falas não configuram, de maneira nenhuma, uma questão de quebra de decoro, foi durante uma entrevista, um debate normal. E, além disso, dizer que estou sendo vítima de calúnia. Ouvi diversos deputados falaram  repetirem que eu faço campanha pelo fechamento do STF, falarem que eu defendo o fechamento do Congresso, mentira. Para os meus adversários políticos de esquerda, a ética deles é fazer o vale tudo para alcançar os seus objetivos políticos”, afirmou. Eduardo Bolsonaro analisou, na época, os protestos em países da América Latina, como o Chile. Por 12 votos a 5, o Conselho de Ética da Câmara aprovou o parecer pelo arquivamento das representações contra o parlamentar.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 9 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 9 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Publicação de Alexandre Knopfholz na Gazeta do Povo

O advogado  Alexandre Knopfholz, do Núcleo de Direito Penal do Escritório, publicou, no dia 14/06/2021, o artigo no site Gazeta do Povo, com o tema “Uma só Constituição“. Confira o artigo aqui.The...

Uma só Constituição

*Artigo publicado na Gazeta do Povo, dia 14 de junho de 2021. Paira no país certa insatisfação com o STF. O atual conceito do tribunal difere grandemente daquele citado por ex-ministros notáveis,...

Artigos Relacionados

Presidente do TCU pede para a PF investigar auditor afastado do TCU

Presidente do TCU pede para a PF investigar auditor afastado do TCU

A presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministra Ana Arraes, pediu à Polícia Federal, na segunda-feira, 14, que seja aberto um inquérito para investir auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, apontado como autor...

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não comparecer à CPI da Covid-19. Em pedido apresentado nesta terça-feira, 15, a defesa do político pede que ele não seja obrigado prestar depoimento aos senadores,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *