Senado adia votação de projeto que cancela decretos de armas e munições

Postado em 9 de abril de 2021

O Senado Federal adiou a votação de um projeto que cancela quatro decretos do presidente Jair Bolsonaro ampliando o acesso a armas e munições. Apesar da pressão para uma decisão ainda nesta quinta-feira, 8, o relator Marcos do Val, favorável ao uso, argumentou não ter tido tempo suficiente para elaborar o parecer. “Como senador da República, tenho as minhas responsabilidades, sei das consequências e dos atos que a gente faz e das responsabilidades de um projeto de lei que não deve seguir o populismo, deve seguir questões técnicas, os estudos a qual há 20 anos me dedico. Não são armas que matam pessoas, são pessoas que matam pessoas.”

A oposição protestou, dizendo que o adiamento é uma forma de garantir que os decretos entrem em vigor já na semana que vem. A senadora Eliziane Gama chegou a apresentar um relatório alternativo favorável à suspensão, que acabou rejeitado. “O presidente da República muda o Estatuto do Desarmamento ao ampliar a quantidade de armas, ao tornar os clubes de tiro, por exemplo, mais fortes e mais potentes do que alguns órgãos de segurança pública em várias cidades brasileiras. O presidente da república faz toda uma mudança na legislação com o pretexto de ser uma regulamentação”, disse. Entre as principais mudanças da proposta está o aumento do número máximo de armas que cada usuário pode ter e da quantidade de munição que pode ser comprada por ano. Ainda não há uma nova data para o projeto ser votado no Senado. Depois, o texto ainda precisa passar pela Câmara dos Deputados.

*Com informações da repórter Letícia Santini

 

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 9 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 9 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

Rogéria Dotti participa de evento promovido pela AASP

Rogéria Dotti participa de evento promovido pela AASP

Nos dias 05 e 06 de agosto, acontece o evento “Desjudicialização da Execução Civil. Debate sobre o PL Nº 6.204/2019”, organizado pela Associação dos Advogados de São Paulo-AASP e coordenação de Flávia Ribeiro. Rogéria Dotti está confirmada para proferir palestra ao...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *