‘Se processo de Lula for reiniciado, ele estará sujeito às regras da 2ª instância’, afirma Alex Manente

Postado em 16 de abril de 2021

O líder do Cidadania na Câmara, Alex Manente, avalia que, caso o processo judicial do ex-presidente Lula seja reiniciado e a PEC da prisão em segunda instância seja aprovada, ele estará sujeito às alterações da norma. “Se ele for condenado em segunda instância e a PEC estiver validada, teremos o início do cumprimento da pena do ex-presidente Lula.” A Casa reinstalou a comissão especial da PEC após um ano paralisada em decorrência da pandemia da Covid-19. O debate sobre as consequência em relação ao petista, em nova condenação, independe sobre a matéria valer de forma retroativa.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, Alex Manente destacou que a última quinta-feira, 15, foi importante para finalizar o processo iniciado em novembro de 2019. Ele acredita que, dentro de um mês, será possível encaminhar o projeto ao plenário da Casa após leitura e votação na comissão especial. Para Manente, a PEC é bastante pertinente em um momento de instabilidade gerada pelo STF em questões que não deveriam estar no escopo. “No mundo, o único país que vai até a quarta instância é o Brasil.” Além disso ele acredita que o posicionamento da Suprema Corte é muito mais pelo ambiente político do que por questão jurídica — já que, há três anos, os mesmos pedidos de anulação e suspeição foram rejeitados.

Manente destacou que, se a condenação em segunda instância já estivesse vigente, essa questão não seria discutida agora. “Até porque o único processo que existe de concretização de prova material vai até a segunda instância. As terceira e quarta, que são o Superior Tribunal de Justiça e o Supremo Tribunal Federal, são erros processuais e constitucionais. E o nosso projeto prevê isso.” Segundo ele, com isso, seria possível acabar com essa indústria de recursos que existe no Brasil. Alex Manente afirmou que eles são usados apenas para postergação, já que os tribunais superiores são podem rever mérito e prova.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 16 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 16 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Uma só Constituição

*Artigo publicado na Gazeta do Povo, dia 14 de junho de 2021. Paira no país certa insatisfação com o STF. O atual conceito do tribunal difere grandemente daquele citado por ex-ministros notáveis,...

Artigos Relacionados

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não comparecer à CPI da Covid-19. Em pedido apresentado nesta terça-feira, 15, a defesa do político pede que ele não seja obrigado prestar depoimento aos senadores,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *