Instalação da CPI da Covid-19 no Senado será no dia 27 de abril

Postado em 20 de abril de 2021

O senador Otto Alencar (PSD-BA) marcou para a terça-feira, 27, às 10h, a instalação da CPI da Covid-19, que irá apurar ações e omissões do governo do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia do novo coronavírus e eventuais irregularidades nos repasses da União para Estados e municípios. “Convoco os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito, criada pelos Requerimentos nºs 1371 e 1372, de 2021 destinada a apurar, no prazo de 90 dias, as ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Brasil (CPI da Pandemia) para reunir-se, no dia 27 de abril de 2021, às 10 horas, no plenário nº 3 da Ala Senador Alexandre Costa, em sistema semipresencial, para sua instalação e eleição do presidente e vice-Presidente”, diz o comunicado divulgado por Alencar – por ser o membro mais idoso do colegiado, o parlamentar tem a prerrogativa de fazer o agendamento e presidir a primeira reunião.

Como a Jovem Pan mostrou, há um acordo firmado pela maioria dos integrantes da CPI que prevê as escolhas de Omar Aziz (PSD-AM), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Renan Calheiros para os cargos de presidente, vice-presidente e relator, respectivamente. Apesar disso, o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) lançou sua candidatura avulsa para a presidência do colegiado. “O povo não quer palanque politico eleitoral para 2022. Aliás, isso seria uma covardia, um desrespeito com a dor das pessoas. A CPI precisa ser técnica, essa CPI precisa ser muito técnica, e que possa buscar toda verdade e não apenas a verdade. Da forma que está sendo conduzido esse acordão, acredito que está tendo movimentação do povo reagindo contra isso, vai acabar em pizza para alguns, é frustração grande”, disse em entrevista à Jovem Pan.

Na noite da segunda-feira, 19, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), publicou um ato normativo que disciplina o funcionamento semipresencial da CPI da Covid-19. Segundo o documento, urnas eletrônicas serão instaladas na área externa do plenário da comissão e também na garagem do Senado. “Haverá também urna eletrônica na garagem coberta do Senado, destinada preferencialmente aos senadores e senadoras em grupo de risco, para que possam exercer seu direito ao voto sem necessitar entrar no edíficio do Senado Federal. As urnas eletrônicas deverão informar o nome, o cargo e a imagem dos candidatos”, diz o ato. A medida contraria os parlamentares governistas, que defendiam que os trabalhos fossem feitos de forma presencial – na sessão em que Pacheco leu o requerimento para a instalação da comissão, o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO), apresentou questão de ordem para que o colegiado só passasse a funcionar quando os senadores e servidores envolvidos com as investigações estivessem imunizados contra a doença.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: André Siqueira.
Data de Publicação: 20 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

Francisco Zardo publica artigo no Estadão

Francisco Zardo publica artigo no Estadão

As sanções administrativas da Lei Geral de Proteção de Dados entraram em vigor no dia 1º de agosto. Confira aqui o artigo do advogado Francisco Zardo, publicado no Estadão, no blog do Fausto Macedo, com o título “LGPD: agora é pra valer“.The post Francisco Zardo...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *