Câmara aprova projeto que proíbe suspensão de aulas presenciais na pandemia

Postado em 21 de abril de 2021

A Câmara dos Deputados aprovou o projeto que proíbe a suspensão de aulas presenciais durante pandemias e situações de calamidade pública. A regra vale para tanto para a educação básica quanto para a superior e reconhece a atividade como “serviço essencial”, colocando as aulas no mesmo patamar destinado a supermercados e farmácias. O substitutivo da deputada Joice Hasselmann ainda dá diretrizes para o retorno às aulas presenciais, como a definição de critérios epidemiológicos, alternância de horário de turmas e a adoção de sistema híbrido para algumas atividades. De acordo com a relatora, “evidências científicas demonstram que há segurança na abertura de escolas, uma vez que crianças raramente transmitem” o vírus para adultos. “Escolha dos pais, a opção para os pais escolherem se querem, ou não, mandarem seus filhos para a escola. É isso que o relatório diz, o que nós rejeitamos, rejeitamos a crueldade de deixar as crianças pobres longe da escola, rejeitamos a crueldade de impedir que crianças tenham acesso à única alimentação do dia.”

O texto final manteve a possibilidade de fechamento de escolas em “situações excepcionais cujas restrições sejam fundamentadas em critérios técnicos e científicos devidamente comprovados”. A Presidente da Comissão de Educação da Câmara, deputada Professora Dorinha Rezende, criticou a proposta. Ela lembrou que o retorno presencial mobiliza professores e funcionários que usam transporte público e estão mais expostos ao vírus. “49% das nossas escolas não têm saneamento básico, não têm banheiro, não têm água, não tem ventilação. É disso que estou falando, que a gente possa estabule a educação como prioridade de investimento, de política pública, de política de formação. Não tenho nenhum constrangimento em dizer que, infelizmente, não apoio esse projeto no formato que ele está”, disse.  O texto ainda precisa ser votado pelo Senado Federal.

*Com informações da repórter Letícia Santini

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 21 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 21 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Publicação de Alexandre Knopfholz na Gazeta do Povo

O advogado  Alexandre Knopfholz, do Núcleo de Direito Penal do Escritório, publicou, no dia 14/06/2021, o artigo no site Gazeta do Povo, com o tema “Uma só Constituição“. Confira o artigo aqui.The...

Uma só Constituição

*Artigo publicado na Gazeta do Povo, dia 14 de junho de 2021. Paira no país certa insatisfação com o STF. O atual conceito do tribunal difere grandemente daquele citado por ex-ministros notáveis,...

Artigos Relacionados

Presidente do TCU pede para a PF investigar auditor afastado do TCU

Presidente do TCU pede para a PF investigar auditor afastado do TCU

A presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministra Ana Arraes, pediu à Polícia Federal, na segunda-feira, 14, que seja aberto um inquérito para investir auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, apontado como autor...

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não comparecer à CPI da Covid-19. Em pedido apresentado nesta terça-feira, 15, a defesa do político pede que ele não seja obrigado prestar depoimento aos senadores,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *