Pacheco ignorar decisão que barra Calheiros na CPI da Covid-19 é ‘erro grave’, diz Ciro Nogueira

Postado em 27 de abril de 2021

O senador Ciro Nogueira considera grave a opção do presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, de não acatar a decisão judicial que impede Renan Calheiros de assumir a relatoria da CPI da Covid-19, que será instala nesta terça-feira, 27. Em nota à imprensa, Pacheco afirmou que a escolha por Calheiros foi interna e que não vai admitir interferência de um juiz. “Acho um erro grave. Vamos ter que fazer um manual para saber quais decisões judiciais se cumprem e quais não se cumprem. A própria CPI está sendo instalada única e exclusivamente por conta de uma decisão judicial“, argumentou Nogueira. Sobre a duração da comissão, o senador afirmou não ter expectativa de que será encerrada em 90 dias. “Vai depender dos profissionais em holofote.”

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, o senador também afirmou que o governo, diante de uma CPI criada com o objetivo de atacá-lo, vai preparar sua defesa. E que o maior problema não é a existência dela, mas o momento em que está sendo instalada. Ele fez uma comparação com o atentado de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. “Estamos no meio dos aviões chamando os bombeiros e paramédicos para depor no meio do acidente, em vez de cuidar dos feridos. Estamos no meio de uma guerra política e escolhemos a disputa em vez de cuidar da população”, completou. Ele também criticou as declarações do ex-secretário de Comunicação do governo Fábio Wajngarten. “Se nós formos utilizar qualquer entrevista de cidadão que se sente magoado como prova, não sei onde vamos chegar.”

De acordo com ele, o primeiro requerimento que deve ser feito é pedir a Polícia Federal informações sobre quais investigações estão em curso e deram resultado, além de entrar em contato com o Tribunal de Contas da União (TCU). “Não é só desvio, mas também o envio de recursos que não foram utilizados no combate à pandemia. Alguns usaram o dinheiro para fazer caixa e sanear contas em vez de preparar o Estado para o enfrentamento da pandemia.” Ciro Nogueira destacou que não está na CPI para defender ou acusar governo, mas espera que o bom senso, a verdade e a transparência sejam respeitados. “O que é mais grave? O presidente usar cloroquina e não usar máscara ou os governadores que desviaram recursos públicos em compras fraudulentas?”, questionou.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 27 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 27 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Uma só Constituição

*Artigo publicado na Gazeta do Povo, dia 14 de junho de 2021. Paira no país certa insatisfação com o STF. O atual conceito do tribunal difere grandemente daquele citado por ex-ministros notáveis,...

Artigos Relacionados

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não comparecer à CPI da Covid-19. Em pedido apresentado nesta terça-feira, 15, a defesa do político pede que ele não seja obrigado prestar depoimento aos senadores,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *