Salles legitimou ‘ação dos criminosos’ no Amazonas, diz delegado da Polícia Federal

Postado em 27 de abril de 2021

O delegado Alexandre Saraiva reiterou as críticas ao ministro do meio ambiente, Ricardo Salles. O ex-superintendente da Polícia Federal no Amazonas disse que o chefe da pasta ‘tornou legítima a ação dos criminosos e não a do agente público’. As declarações foram feitas nesta segunda-feira, 26, em comissão da Câmara dos Deputados. Alexandre Saraiva afirmou ainda que Salles recebeu todos os laudos periciais que apontavam ilegalidades na região. “Senhor ministro recebeu da divisão de meio ambiente da Polícia Federal todos os laudos periciais que foram feitos, ele tinha todas as informações necessárias para fazer juízo de valor. Essa empresa, a principal empresa que atua na região já recebeu mais de 20 multas Ibama. Senhor ministro fez uma inversão, tornou legítima a ação dos criminosos, não do agente público.”

Na ocasião em que a Polícia Federal realizou a maior apreensão de madeira ilegal do Brasil, Saraiva disse que Salles conferiu apenas duas das 40 mil toras apreendidas. “Ele foi até a área, fez uma pseudo-perícia, de 40 mil toras olhou duas e disse que conferiu, que a princípio estava tudo certinho, que as pessoas apresentaram escrituras”, disse. Alexandre Saraiva foi demitido da PF um dia após apresentar uma notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra Ricardo Salles. Na denúncia, além do ministro, o senador Telmário Mota e o presidente do Ibama, Eduardo Bim, são acusados de agir para dificultar a fiscalização do poder público em questões ambientais. De acordo com o documento do delegado, o grupo ainda teria praticado crime de advocacia administrativa. Sobre as declarações, o ministério do meio ambiente disse que Alexandre Saraiva “busca holofotes”.

*Com informações da repórter Camila Yunes

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 27 de abril de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *