Bolsonaro é alvo de críticas de ex-presidentes e lideranças sindicais em evento virtual

Postado em 2 de maio de 2021

Durante uma transmissão online organizada pelas centrais sindicais, o presidente Jair Bolsonaro virou alvo de críticas de ex-chefes do Executivo, lideranças de movimentos sociais e artistas. Neste ano, os representantes dos sindicatos reivindicaram vacinação contra Covid-19 para todos os brasileiros e auxílio emergencial de R$ 600 até o fim da pandemia. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o Brasil está sendo “devastado pelo governo da incompetência” e ressaltou que muitos brasileiros estão passando fome com a redução do benefício. “Mesmo assim, em plena pandemia, o governo nega ao povo o auxílio emergencial de R$ 600 para que ele seja capaz de suprir suas necessidades básicas. Meus amigos e minhas amigas, nos últimos anos, andamos para trás, a economia brasileira encolheu e é, hoje, 7% menor que em 2014.”

A ex-presidente da República, Dilma Rousseff, também criticou a forma que Bolsonaro tem conduzido a pandemia e classificou o momento pelo qual o Brasil passa como uma “catástrofe sanitária e social”. “O país está submetido ao comportamento genocida de um governo que despreza a vida e desdenha dos que choram pelos seus mortos. Ao revogar conquistas alcançadas pelos trabalhadores ao longo de 13 anos de governos progressistas, o governo neoliberal e neofacista jogou o país ao abismo”, afirmou. Por sua vez, Ciro Gomes, ex-governador do Ceará, disse que este foi o “pior 1º de maio” da história. “Esse é 1º de maio de maior número de mortes de brasileiros inocentes e indefesos, vítimas da parceria trágica de um vírus mortal com um governo criminoso. O 1º de maio com maior número de desempregados, que já passam de 14 milhões.

O 1º de maio com maior número de de trabalhadores jogados cruelmente na informalidade sem nenhum tipo de garantia, o 1º de maio com maior número de fome, com os maiores índices de desigualdade”, disse Ciro. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também participou da live, mas não fez críticas diretas ao governo federal. Em um vídeo exibido durante o evento, FHC defendeu a reabertura da economia para garantir a geração de empregos. “É fundamental para o nosso país é reabrir a economia de modo que ela possa permitir que tenhamos trabalho, renda, para as nossas famílias. Depois a educação, que também é fundamental”, ressaltou. O tucano ainda disse que, durante toda a sua trajetória política, procurou prestigiar aqueles que lideram os trabalhadores brasileiros.

*Com informações da repórter Letícia Santini

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 2 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *