Câmara adia votação de projeto que autoriza o cultivo de maconha medicinal

Postado em 12 de maio de 2021

A Câmara dos Deputados adiou para a próxima semana a votação do projeto que autoriza o cultivo de Cannabis. A proposta original sofreu ajustes pelo relator, o deputado Luciano Ducci (PSB) e impõe novas restrições. O plantio poderá ser feito apenas por pessoas jurídicas com autorização prévia do poder público. Os produtores terão de cumprir regras, como cotas de produção. A comercialização para pessoas físicas de produtos, como cigarros e chás fabricados a partir da maconha medicinal, estão proibidos. Durante a reunião, Ducci reiterou que o foco do projeto é o uso medicinal da Cannabis. “Em nenhum momento dessa discussão discutimos a legalização da maconha para uso adulto ou individual. Em nenhum momento discutimos isso, em nenhum momento o relatório traz esse assunto, traz esse tema.”

“Nós tratamos o assunto de forma muito séria. Começamos pelo uso medicinal, ouvimos várias e várias famílias que trouxeram os seus casos”, ressaltou Luciano Ducci. Nesta terça-feira, 11, o presidente Jair Bolsonaro fez críticas à proposta e indicou a possibilidade de vetar o texto. “Tem o veto depois. Eles podem até aprovar, mas tem o veto’, disse. O projeto está sendo discutido em uma comissão especial da Câmara dos Deputados. O debate será retomando na segunda-feira, 17.

*Com informações da repórter Caterina Achutti

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 12 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 12 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Publicação de Alexandre Knopfholz na Gazeta do Povo

O advogado  Alexandre Knopfholz, do Núcleo de Direito Penal do Escritório, publicou, no dia 14/06/2021, o artigo no site Gazeta do Povo, com o tema “Uma só Constituição“. Confira o artigo aqui.The...

Uma só Constituição

*Artigo publicado na Gazeta do Povo, dia 14 de junho de 2021. Paira no país certa insatisfação com o STF. O atual conceito do tribunal difere grandemente daquele citado por ex-ministros notáveis,...

Artigos Relacionados

Presidente do TCU pede para a PF investigar auditor afastado do TCU

Presidente do TCU pede para a PF investigar auditor afastado do TCU

A presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministra Ana Arraes, pediu à Polícia Federal, na segunda-feira, 14, que seja aberto um inquérito para investir auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, apontado como autor...

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não comparecer à CPI da Covid-19. Em pedido apresentado nesta terça-feira, 15, a defesa do político pede que ele não seja obrigado prestar depoimento aos senadores,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *