Bolsonaro fala que polêmica com vacinas da Pfizer foi esclarecida em CPI: ‘Acabou a palhaçada’

Postado em 13 de maio de 2021

O presidente Jair Bolsonaro falou durante transmissão ao vivo nesta quinta-feira, 13, que a CPI da Covid-19 no Senado está esclarecendo os ataques feitos contra o Governo Federal em relação ao controle da pandemia do novo coronavírus. “Hoje a CPI lá do Renan recebeu o diretor-presidente da Pfizer na América Latina, o doutor Carlos Murillo, e acabou a palhaçada, né? Acabou a narrativa sobre compra ou não da vacina da Pfizer no ano passado. Ele falou que a proposta, essa que o pessoal fala tanto que não comprou, a proposta lá atrás, era 9 milhões de vacinas no primeiro semestre deste ano e 61 milhões no segundo semestre, tá ok? O total seria de 70 milhões de doses. Fechamos o contrato há pouco com a Pfizer, em vez do total de 70 milhões nós fechamos o total de 100 milhões”, calculou Bolsonaro, perguntando se as pessoas “continuariam perturbando” e afirmando que a compra de vacinas foi um esforço do ex-ministro Eduardo Pazuello.

“Essa é uma CPI realmente que está ajudando a gente politicamente, mas não quero ajuda política, quero ajudar a população”, disse. O presidente também contestou um trecho da fala do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta sobre o atraso na aquisição e aplicação de vacinas no Brasil. “Tínhamos o impedimento, não tínhamos garantia jurídica, tínhamos que passar pela Anvisa, seria uma irresponsabilidade minha simplesmente aceitar a importação da vacina que estava em teste ainda”, afirmou. Para ele, a instalação da comissão é prejudicial aos trabalhos da pasta da Saúde. “Não é um dia que o Queiroga esteve lá é muita gente que em vez de trabalhar para combater a Covid está trabalhando para alimentar o Queiroga com informações”, reclamou. A transmissão semanal, que ocorre sempre às 19h, foi iniciada às 20h desta quinta por causa da viagem que Bolsonaro fez ao estado de Alagoas, onde entregou unidades habitacionais a moradores de Maceió. Na visita, ele criticou o senador Renan Calheiros, falas que foram reforçadas na live. “Os caras estão lá [na CPI] para aparecer, não é? Não é todo mundo, tem gente boa na CPI, mas tem lá um falastrão relator que hoje inclusive em todo o lugar que eu ia todo mundo dava elogio para ele”, brincou o presidente. Bolsonaro também pediu desculpas pelo atraso da transmissão ao programa “Os Pingos nos Is”, da Jovem Pan, que semanalmente exibe a live e continuou com o sinal aberto no YouTube para repassar o recado dos ouvintes aos telespectadores.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 13 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 13 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Uma só Constituição

*Artigo publicado na Gazeta do Povo, dia 14 de junho de 2021. Paira no país certa insatisfação com o STF. O atual conceito do tribunal difere grandemente daquele citado por ex-ministros notáveis,...

Artigos Relacionados

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não comparecer à CPI da Covid-19. Em pedido apresentado nesta terça-feira, 15, a defesa do político pede que ele não seja obrigado prestar depoimento aos senadores,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *