CPI da Covid-19: AGU pede ao Supremo para Pazuello poder ficar em silêncio durante depoimento

Postado em 13 de maio de 2021

A Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira, 13, um habeas corpus preventivo, com pedido de medida liminar, para garantir que o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, possa ficar em silêncio durante seu depoimento à CPI da Covid-19. Além disso, a AGU também solicitou que ele permaneça imune a eventuais ameaças dos senadores na comissão. O pedido será analisado pelo ministro da Corte, Ricardo Lewandowski. Pazuello prestará depoimento à CPI da Covid-19 na próxima quarta-feira, 19.

O habeas corpus preventivo assinado pelo Advogado-Geral da União, André Mendonça, esclarece os fatores solicitados ao Supremo. “O impetrante requer a concessão de medida liminar para o fim de que seja expedido salvo-conduto em favor do paciente de modo que seja garantido seu direito ao silêncio, o direito de se fazer acompanhar de advogado e que ele não possa sofrer qualquer ameaça ou constrangimentos, como a tipificação de crime de falso testemunho ou ameaça de prisão em flagrante, assegurando-se, como medida extrema, a possibilidade de fazer cessar a sua participação no depoimento”, registrou o documento obtido pela Jovem Pan. “Ao final o impetrante requer, após a oitiva da Procuradoria-Geral da República e a prestação de informações pela presidência da CPI, que seja concedida definitivamente a ordem de habeas corpus, confirmando-se a medida liminar vindicada”, conclui o texto.

A convocação de Pazuello foi aprovada pela CPI em 29 de abril. Com isso, o ex-ministro é obrigado a comparecer à comissão. Em primeiro momento, seu depoimento foi marcado para o dia 5 de maio. No entanto, em 4 de maio, Pazuello comunicou aos senadores que não compareceria porque precisava permanecer em quarentena por ter entrado em contato com duas pessoas infectadas pela Covid-19. Por isso, seu depoimento foi remarcado para a data vigente. General do Exército, ele esteve à frente da Saúde durante grande parte da pandemia do novo coronavírus no Brasil, entre maio de 2020 e março de 2021.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 13 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *