Relator da PEC do voto impresso defende auditagem: ‘Direito de quem perde a eleição’

Postado em 14 de maio de 2021

O deputado federal Filipe Barros, que será o relator da PEC do voto impresso, defendeu uma ampla discussão sobre o tema. De acordo com ele, a comissão especial irá ouvir todas as pessoas e instituições que participam dessa discussão direta e indiretamente. “Todos os instrumentos que vierem para fortalecer a democracia e soberania popular devem ser discutidos pelo parlamento brasileiro. E a PEC do voto auditável é mais um desses instrumentos que a Câmara vai se debruçar agora, como já fez no passado. No final das contas, debatemos o aprimoramento das nossas instituições democráticas.”

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, ele rebateu algumas críticas que relacionam a adoção da auditagem a um gasto. “Não existe gasto quando falamos disso, existe investimento. Todos os pontos de vista devem ser colocados nesse debates. Temos que discutir instrumentos para que o voto seja, de fato, respeitado. Todos os instrumentos que vierem para fortalecer a soberania e garantir ao eleitor que sua vontade atrás do voto seja mantida.” Ele explicou que a defesa do voto impresso não trás de volta a cédula, como algumas pessoas alegam. “O texto da deputada Bia Kicis diz que, a partir do momento do voto, a urna imprime uma cédula que o eleitor não tem contato, apenas visualiza. Se estiver correto, ele é depositado em uma cápsula que fica sem acesso ao eleitor. Essa é a proposta original.”

Ainda assim, ele defende que todas as possibilidades que vierem com essa perspectiva de proteger a democracia serão colocadas em discussão. Filipe Barros também afirmou que a judicialização do resultado eleitoral é um direito de todos os que vierem a perder uma eleição. “É importante desmistificar o tema. Aquelas pessoas que, por ventura, perderam ou não concordam, quando apresentam motivos plausíveis, possuem instrumentos de auditagem dos votos. Não possuímos isso no nosso país. Não podemos afirmar que houve ou não fraude por não ter essa possibilidade.”

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 14 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 14 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *