Ministério da Economia disse à Pfizer em agosto que não era responsável pela compra de vacinas

Postado em 15 de maio de 2021

O Ministério da Economia confirmou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 que informou à Pfizer em agosto que não era responsável pela decisão de compra de vacinas contra a doença. A Pasta relata que a empresa a procurou para informar sobre a sua tecnologia para desenvolver e produzir o imunizante durante uma reunião entre representantes do ministério e executivos da farmacêutica, que ocorreu em 7 de agosto de 2020. Na ocasião, o Ministério da Economia disse que não poderia decidir sobre a aquisição de doses porque a decisão era de Saúde Pública. Na última semana, durante uma audiência da CPI da Covid-19, o gerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, já havia citado a existência dessa reunião realizada em agosto com os representantes do Ministério da Economia. Este contato, no entanto, teve caráter preliminar porque na ocasião a farmacêutica ainda não havia feito uma oferta formal ao governo brasileiro.

Segundo Murillo, a Pfizer fez duas propostas formais de venda de vacinas contra a Covid-19 ao Brasil nos dias 14 e 26 de agosto, para compra de 30 milhões e 70 milhões de doses a serem entregues em 2020 e 2021. O preço oferecido pela empresa era de US$ 10 a unidade (cerca de R$ 53). Como o governo brasileiro não aceitou nem recusou nenhuma dessas ofertas, a Pfizer enviou uma carta no dia 12 de setembro de 2020 indicando estar aberta a negociações. Essa informação já tinha sido inclusive confirmada pelo ex-secretário de Comunicação Social da Presidência, Fábio Wajngarten, na última quarta-feira, 12. Segundo ele, a carta ficou dois meses sem resposta e tinha entre os destinatários o então ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, e o próprio ministro da Economia, Paulo Guedes.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 15 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *