Bolsonaro diz que recorrerá ao STF para definir valor fixo do ICMS sobre combustíveis

Postado em 17 de maio de 2021

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se pronunciou na manhã desta segunda-feira, 17, sobre o projeto enviado em fevereiro ao Congresso Nacional que estabelece uma alíquota uniforme do ICMS. Segundo o texto, a cada Estado definir o valor do imposto que incide sobre os combustíveis. O presidente acredita que o projeto não será aprovado na Câmara e no Senado e afirmou que, caso isso ocorra, irá entrar com uma ação direta de inconstitucionalidade por omissão no Supremo Tribunal Federal (STF). “No Congresso, dificilmente tem convergência sobre as coisas. O fato é: a vida toda foi assim. Entramos com um projeto, pedi urgência e acho que vou ser derrotado. Como eu devo perder, eu só tenho um caminho, vou depender do Supremo Tribunal Federal. É o que temos no momento”, disse Bolsonaro aos apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. “Tem Estado que é um estupro o ICMS. E o pessoal me culpa. Então queremos a definição. O Estado cobra o que quiser, mas ele que diga o quanto está cobrando, porque hoje em dia você não sabe disso”, justificou.

O presidente ainda comentou o PL 399/2015, que visa viabilizar a comercialização de medicamentos que contenham extratos, substratos ou partes da planta Cannabis, popularmente conhecida como maconha, após uma apoiadora pedir uma negativa de Bolsonaro ao texto. “Isso é com o parlamento. Se chegar para mim, eu veto. Engraçado, maconha pode e cloroquina, não”, afirmou. “A esquerda sempre pega uma oportunidade para querer liberar as drogas”, acrescentou. O projeto é do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD/SE). Uma apoiadora do presidente acrescentou, em tom de ironia: “Mas a invermectina faz mal, né?”. Bolsonaro respondeu: “Ivermectina faz mal.. maconha e cocaína que fazem bem”, debochou. Em outro momento da conversa, o presidente foi questionado sobre o seu estado de saúde. Segundo um outro apoiador, o Brasil precisa da saúde perfeita de Bolsonaro para aguentar a crise causada pelo coronavírus. “Fica tranquilo. Já falei que eu sou imorrível, imbroxável e também sou incomível”, disse. Bolsonaro também agradeceu pelas manifestações que ocorreram no domingo, 15, organizadas por produtores rurais. “O agro realmente não parou. Tem uns idiotas ai, fica em casa. Se o campo tivesse ficado em casa, esse cara, esse idiota, teria morrido de fome. E daí ficam reclamando de tudo. Quem tem salário fixo ou uma gorda aposentadoria, ai pode ficar em casa a vida toda, sem problema nenhum.”

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 17 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 17 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *