Daniel Silveira: ‘Ministros do STF colocam mordaça na liberdade de expressão’

Postado em 18 de maio de 2021

Em depoimento ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados nesta terça-feira, 18, o deputado federal Daniel Silveira (PSL) analisou que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) agem de maneira a colocar uma “mordaça” na “liberdade de expressão”. O deputado responde ao processo, de relatoria do deputado Fernando Rodolfo (PL), por quebra de decoro parlamentar. Atualmente, ele é acusado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de agredir verbalmente e ameaçar os ministros do STF, de tentar impedir o livre exercício do Judiciário e de incitar animosidade entre as Forças Armadas e a Corte. A denúncia foi originada do inquérito, que está em segredo de Justiça, que apura a possível prática de atos antidemocráticos.

“A palavra ‘juiz’ é incompreensível sem o qualicativo ‘imparcial’. No entanto, isto não está acontecendo comigo. Vejo que Alexandre de Moraes e outros ministros da Corte são completamente parciais, agem como vítimas, acusadores e julgadores. Quem são os ministros para calarem a sociedade, colocarem o adubo do medo e a mordaça social na liberdade de expressão? A liberdade de expressão é um direito inalienável, imprescritível e inarredável em qualquer país que viva uma democracia plena. Portanto, a situação me faz crer que não vivemos em uma democracia”, disse.

Após a divulgação de um vídeo com ataques aos ministros da Corte, Daniel Silveira foi preso por ordem de Alexandre de Moraes em 17 de fevereiro. Segundo o ministro, o parlamentar propagou a adoção de medidas antidemocráticas contra o STF, defendeu o AI-5, a substituição imediata dos ministros e instigou a violência da população contra os magistrados da Corte. “Hoje posso dizer que gravaria o vídeo novamente. Naquele momento, pode ser que eu tenha me excedido por conta da raiva. Por isso, se eu fosse regravá-lo, talvez revisse o uso de alguns termos e palavrões. Na ocasião, falei o que meu coração sentia”, afirmou o deputado. Ao ser questionado se imaginaria que a publicação do vídeo levaria à sua prisão, Silveira “jurou pelo coração de sua filha” que jamais pensou que isso poderia acontecer. “Já vi muitos parlamentares dizendo coisas piores e não sofrendo nenhuma penalização. Nunca imaginei que seria preso por falar e exercer minha liberdade de expressão”, concluiu.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 18 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *