Ciro e Lula discutem pelas redes sociais: ‘Quero brigar contra a corrupção que você promoveu’

Postado em 19 de maio de 2021

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se pronunciou na manhã desta quarta-feira, 19, sobre as recentes críticas que vem recebendo de Ciro Gomes (PDT), que desenvolve sua campanha eleitoral para a disputa presidencial de 2022. Em entrevista ao Valor Econômico, Ciro confirmou sua oposição a Lula: “Eu vou pra cima dele, é o maior corruptor da história brasileira”. Em resposta, o petista afirmou que não fará o “jogo rasteiro” de seu antigo aliado. Ciro Gomes foi Ministro da Integração Nacional durante o primeiro mandato do governo Lula. “Eu adoraria dizer que o Ciro é um amigo. Mas infelizmente ele não quer. Mas eu aprendi uma teoria com a minha mãe Dona Lindu: quando um não quer, dois não brigam. Não farei jogo rasteiro”, disse o ex-presidente. O ex-governador do Ceará, então, rebateu: “Lula, não é que você não queira brigar. É que para isso você usa bajuladores e seu gabinete do ódio. O que você não quer é debater o país, os projetos, as coisas que o PT fez no poder. Então você reduz a política a uma briga de amigos, a afetos”.

Em seguida, Ciro se colocou novamente como uma oposição à possível candidatura de Lula à Presidência em 2022. “Quero brigar contra a corrupção, a desindustrialização que você promoveu, a desigualdade que você manteve, os juros que seu governo pagou”, afirmou. O cearense ainda constatou que não gostaria de ter Lula como amigo. “Todo mundo sabe que você só considera amigo uma única pessoa no mundo: você próprio. Eu quero, sim, tratá-lo como oponente”, justificou. Em outro momento, Ciro atribuiu a vitória de Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2018 a Lula. “Você é o responsável pela tragédia do desastrado Bolsonaro. Ou você assume que 70% dos eleitores de SP, RJ, MG, Sul, Norte e Centro Oeste que votaram no Bolsonaro são fascistas e gado como sua corte chama?”, questionou. “Quais são suas novas ideias? Qual seu verdadeiro projeto de nação? Se existir, aceito confrontá-los civilizadamente com o meu. Debato em qualquer dia, hora, meio ou território. Vamos debater o Brasil, não afetos pessoais”, finalizou o ex-deputado federal.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 19 de maio de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *