Ida de Bolsonaro a novo partido vai provocar debandada de aliados no Congresso

Postado em 7 de junho de 2021

Parlamentares da base bolsonarista aguardam a definição do presidente da República por um novo partido político. Está perto de se concretizar a filiação de Jair Bolsonaro ao Patriota. Após o filho dele, senador Flávio Bolsonaro, ter se filiado ao partido, Bolsonaro voltou a se reunir com o presidente da legenda, Adilson Barroso, que o convidou formalmente a ingressar. Caso a filiação se concretize, a expectativa é que pelo menos 30 deputados que hoje compõem a bancada federal do PSL acompanhem Bolsonaro. Parlamentares de outros partidos que compõem a base bolsonarista também devem engrossar as fileiras do Patriota.

O deputado Bibo Nunes (PSL) acredita que o presidente terá “total domínio” sobre o partido. “Patriota será um grande partido. Deve abrir também uma janela agora, na reforma política que teremos até o mês de outubro, e nesta reforma muitos deputados, muitos verão se filiar ao Patriota. Inclusive eu.” Hoje o Patriota tem a terceira menor bancada da Câmara dos Deputados, com seis integrantes. Flávio Bolsonaro passa a ser o primeiro senador da legenda. Fundada em 2011 como Partido Ecológico Nacional, a sigla mudou de nome para Patriota em 2018 — quando também flertou com uma possível filiação de Jair Bolsonaro.

Para o deputado Coronel Tadeu (PSL), que também pretende ir para o Patriota, o partido pode atender às necessidades do presidente. “O presidente precisa ter um partido onde ele se sinta confortável e onde ele possa fazer alianças em todos os estados. A eleição tende a ser muito disputada e polarizada, em especial com a ala esquerda. Para isso, o Patriota ajudaria muito a vida política do presidente.” Entre os 33 partidos que receberam dinheiro do fundo eleitoral no ano passado, o Patriota ocupou apenas a 22ª posição. Foram 27 milhões de reais destinados à legenda. A quantia é mais de sete vezes menor que os 193 milhões distribuídos ao PSL, antigo partido de Jair Bolsonaro e o segundo que mais recebeu recursos.

*Com informações do repórter Levy Guimarães 

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 7 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 7 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Uma só Constituição

*Artigo publicado na Gazeta do Povo, dia 14 de junho de 2021. Paira no país certa insatisfação com o STF. O atual conceito do tribunal difere grandemente daquele citado por ex-ministros notáveis,...

Artigos Relacionados

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não comparecer à CPI da Covid-19. Em pedido apresentado nesta terça-feira, 15, a defesa do político pede que ele não seja obrigado prestar depoimento aos senadores,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *