Senador critica nova oitiva de Queiroga e afirma que ‘Copa América não é fato da CPI’

Postado em 8 de junho de 2021

A CPI da Covid-19 retoma os trabalhos neste terça-feira, 8, com um novo depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O atual responsável pelos direcionamentos de combate à pandemia esteve no colegiado em 6 de maio e falou, entre outras coisas, sobre total de doses de vacinas adquiridas, uso controverso da cloroquina, negociações com a Pfizer e também sobre a autonomia de Estados e municípios durante a crise sanitária. Agora, com nova oitiva, a expectativa é que o ministro possa esclarecer a existência de um “gabinete paralelo” da Saúde e a demissão de Luana Araújo, que fez parte da pasta por um curto período de tempo e prestou depoimento aos senadores na semana passada, e até mesmo sobre a realização da Copa América no Brasil. Para o senador e integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), Marcos Rogério (DEM), no entanto, o novo depoimento do ministro é “um equívoco e um erro”. “O ministro não tinha que estar nesse momento na CPI. A vinda dele poderia trazer uma contribuição um pouco mais à frente, quando tivesse avançado com as oitivas, ouvindo governadores, eventualmente prefeitos, sobre o que foi feito com os bilhões e bilhões de reais enviados a Estados e municípios. Mas antecipar nesse momento é jogo de carta marcadas e que vicia de nulidade a CPI. Torna ela uma CPI que investiga um fato indeterminado, porque Copa América não é fato da CPI”, afirmou ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan.

Marcos Rogério pondera que defesa de o novo depoimento de Queiroga mira, sobretudo, na tentativa dos senadores de oposição de “sustentarem narrativas” contra o governo federal, já que, de fato, não há provas contra a gestão de Jair Bolsonaro, afirmou o parlamentar. “Querem proibir o presidente de ouvir especialistas, outras pessoas. O presidente é único gestor que não pode ouvir ninguém. Não há crime nisso, não há violação à ética. O que temos é a tentativa de criminalizar o que o presidente ouve e o que o presidente fala, mas prova, que é essencial em um processo, até agora não encontraram. Não há provas contra o governo do ponto de vista de crime de responsabilidade fiscal, do ponto de vista da imputação penal e do ato de improbidade. Na falta de provas, criam narrativas e tentam sustentar narrativas. Essa questão do gabinete paralelo é algo vexatório”, pontuou. Ainda sobre a realização da Copa América no Brasil, o senador citou a politização do tema e afirmou que o campeonato apenas “se tornou um problema” quando começou as tratativas da Conmebol com o presidente Bolsonaro. “Pode Campeonato Brasileiro, pode eliminatórias da Copa, mas Copa América não pode. O problema é o futebol, o problema é a Copa ou o problema é o contato com o presidente? É a politização do seu pior sentido. É lamentável que o Brasil esteja passando por isso.”

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 8 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 8 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Uma só Constituição

*Artigo publicado na Gazeta do Povo, dia 14 de junho de 2021. Paira no país certa insatisfação com o STF. O atual conceito do tribunal difere grandemente daquele citado por ex-ministros notáveis,...

Artigos Relacionados

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

Wilson Witzel recorre ao STF para não comparecer à CPI da Covid-19

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para não comparecer à CPI da Covid-19. Em pedido apresentado nesta terça-feira, 15, a defesa do político pede que ele não seja obrigado prestar depoimento aos senadores,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *