Projeto que abre caminho para regulamentação do homeschooling é aprovado na CCJ da Câmara

Postado em 11 de junho de 2021

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 10, um projeto que impede punições às famílias que adotarem a educação domiciliar. Na prática, o texto acrescenta dois parágrafos ao Código Penal para evitar que o chamado “homeschooling” seja caracterizado como “abandono intelectual”. Partidos de oposição tentaram obstruir a votação. A deputada Erika Kokay (PT) criticou o projeto e falou em assegurar o direito de crianças e adolescentes “à diversidade e ao contraditório”. “Inclusive, nós temos que assegurar aquilo que está na Constituição, que é a profunda democratização dos processos pedagógicos, da vida dentro da escola. Assim se constrói um país cidadão.” A proposta aprovada é de autoria das deputadas Bia Kicis, Chris Tonietto, Caroline de Toni — todas do PSL.

O placar foi de 35 a 24. Presidente da CCJ, Bia Kicis destacou que o projeto abre caminho para que o Congresso Nacional regulamente o homeschooling. “Aqueles que praticam o abandono intelectual eles devem sim sofrer a repressão por parte do Estado. Não é o caso, agora. Nós aprovamos uma lei que vai trazer paz de espírito para país merecedores e crianças que não terão seus pais punidos evidentemente.” Em 2018, o Supremo Tribunal Federal decidiu que pais não têm o direito de tirar os filhos da escola para ensiná-los exclusivamente em casa.  Os ministros entenderam, no entanto, que a educação domiciliar poderá se tornar válida, se for aprovada uma lei com a regulamentação da prática. Um projeto com esse objetivo já tramita na Câmara e pode ser aprovado ainda em 2021.

*Com informações do repórter Vitor Brown 

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 11 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 11 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *