STF não pode boicotar nosso trabalho, diz Girão sobre ida de governadores à CPI

Postado em 14 de junho de 2021

A CPI da Covid-19 no Senado Federal inicia mais uma semana de trabalhos. A expectativa é que colegiado receba o ex-secretário de saúde do Amazonas, o empresário Carlos Wizard e o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, para oitivas. No entanto, há dúvidas quanto ao comparecimento dos depoentes à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), já que a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu autorização ao governador do Amazonas, Wilson Lima, para que o político não prestasse depoimento aos senadores. Com isso, parlamentares temem que a decisão seja repetida para outros líderes estaduais. Para o senador Eduardo Girão (PODE), a expectativa é que a determinação tenha sido “um fato isolado”. ‘A gente não pode esquecer que o STF foi que mandou o Senado abrir a CPI. Não pode simplesmente boicotar o trabalho que a gente está fazendo. O novo objetivo, pelo menos de uma parte da comissão, é ver toda a verdade. Investigar o governo federal, mas também os Estados e municípios, porque eles receberam bilhões para enfrentar a pandemia. Essas verbas federais, escândalos não faltaram”, pontuou o parlamentar nesta segunda-feira, 14, em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan. Para Girão, a CPI da Covid-19 é o primeiro colegiado que “não quer olhar a corrupção”, o que contribui para a perda de credibilidade dos trabalhos. “Tudo parou por causa dessa CPI. Então se tem CPI, vamos investigar tudo”, defendeu.

Sobre a ausência do governador do Amazonas, Eduardo Girão pontuou que a situação acabou atrapalhando os trabalhos do colegiado e disse esperar que outros governadores e prefeitos compareçam às oitivas. Para ele, o “grande ponto da semana” acontece nesta terça-feira, quando o colegiado deve votar a convocação de Carlos Gabas, diretor do Consórcio Nordeste. “Teve escândalo de comprar 300 respiradores da indústria da maconha. Não me pergunte o tem a ver a droga com a Covid-19 e respirador. Esses respiradores foram compradores com quase R$ 50 milhões do povo e nunca chegaram”, ressaltou. Da mesma forma, o senador defende a necessidade da CPI da Covid-19 também ouvir especialistas e cientistas favoráveis ao tratamento precoce contra o coronavírus, alegando que 14 mil médicos defendem o uso dos medicamentos. “Estamos em uma guerra, em uma guerra precisamos de vacinas, precisamos do uso de máscara sim, distanciamento físico e também álcool gel. Por que não o tratamento precoce com recomendação médica?”, questionou. Eduardo Girão também considera que ainda é “cedo” para falar se houve falhas na compra de vacinas pelo governo federal e afirma que a pandemia vai deixar uma “lição do ponto de vista espiritual”, mostrando a necessidade de “dar valor ao que mais importa na vida”.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 14 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigo: A PEC dos Precatórios

Um dos temas de maior repercussão recente na mídia é a Proposta de Emenda Constitucional nº 23/2021, que propõe alterações no regime constitucional de pagamento de precatórios. Confira aqui o artigo...

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *