Bolsonaro diz a aliados que filiação ao Patriota está ‘com meio caminho andado’

Postado em 17 de junho de 2021

Na tarde desta quarta-feira, 16, em reunião com aliados do PSL, partido pelo qual foi eleito em 2018, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que sua filiação ao Patriota “está com meio caminho andado”. O encontro ocorreu no Palácio da Alvorada e contou com a presença de parlamentares da chamada ala bolsonarista da sigla, como Carla Zambelli (PSL-SP), Carlos Jordy (PSL-RJ) e Bia Kicis (PSL-DF), entre outros. “Tratamos sobre o futuro partidário. O presidente nos disse que [sua filiação ao Patriota] está meio caminho andado. Alguns ajustes internos vão ocorrer nos próximos dias, num processo conduzido pelo Adilson Barroso [presidente nacional da legenda], mas fomos convidados para segui-lo, caso isso se concretize”, disse Jordy à Jovem Pan.

A reunião também contou com a presença do senador Flávio Bolsonaro (RJ), que se filiou ao Patriota no fim do mês de maio. Os aliados do presidente na Câmara dos Deputados pretendem aguardar a janela partidária, em março de 2022, para oficializar a mudança de sigla. “Eu vou aguardar a janela e defendo que todos aguardem. Hoje, temos o controle do partido, temos a liderança [da Câmara], ocupamos vários espaços na CCJ, na comissão da reforma administrativa. Sair do partido antes da janela implica em deixar tudo isso com o PSL”, avalia Jordy.

A ida de Bolsonaro ao Patriota, porém, enfrenta resistência entre alguns de seus aliados mais próximos. Apesar do presidente da República ter dito que seu retorno ao PSL está “totalmente descartado”, o grupo bolsonarista da sigla defende que o chefe do Executivo federal se filie a uma legenda que tenha “tempo de TV relevante” na propaganda eleitoral de 2022. Atualmente, o PSL possui a segunda maior fatia do fundo eleitoral e de tempo de televisão, atrás apenas do PT, maior bancada da Câmara dos Deputados. “Eu mesmo externei isso ao presidente. Acho um desperdício sair do PSL e deixar toda a estrutura construída por ele. O PSL era nanico, se tornou gigante. O fundo partidário, o fundo eleitoral, fica com o PSL, mas foi construído por ele”, afirma Carlos Jordy.

A preocupação com o maior tempo de TV tem uma razão óbvia: a eventual disputa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No dia 8 de março, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), anulou todas as condenações do petista no âmbito da Operação Lava Jato. Em razão disso, Lula recuperou os direitos políticos e voltou a ser elegível. “Sabemos que será uma eleição difícil e, nesse caso, a estrutura é importante. Externamos essa preocupação, mas deixamos claro que é Bolsonaro quem define o seu futuro”, disse à reportagem um participante do encontro.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: André Siqueira.
Data de Publicação: 17 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: André Siqueira.
Data de Publicação: 17 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *