MP da Eletrobras trará impactos positivos a partir de 2022, diz Marcos Rogério

Postado em 18 de junho de 2021

O senador Marcos Rogério, relator da Medida Provisória que vai possibilitar a privatização da Eletrobras, acredita que aprovação da matéria trará impactos positivos para o Brasil a partir de 2022, pontuando que os alguns reflexos já serão vistos na próxima semana. “A partir de 2022 já começa a ter impactos positivos, tem vários aspectos que antecedem. As térmicas vão entrar em funcionamento lá na frente, você tem que fazer o leilão e lá em 2027 é que você começa a ter esses investimentos na prática. Mas só o fato de você aprovar essa medida, BNDES já está na fase de estudo de colocar ações no mercado, isso vai gerar impactos positivos. A partir de segunda-feira começa a olhar o valor das ações da Eletrobras”, disse em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, nesta sexta-feira, 18. Segundo o parlamentar, a proposta aprovada pelo Senado Federal trará uma redução na tarifa de energia. Citando a térmica a óleo diesel e a importação de energia, o relator pontuou o atual custo médio de R$ 1.000 por megawatt hora, afirmando que, com a proposta aprovada, esse valor deve ser reduzido a um preço de R$ 367 com a adoção das térmicas a gás.

“Gás é insumo mais barato e muitos estão dizendo que vi ter custo de transporte, gasoduto para fazer chegar aos lugares. Esse preço previsto é considerando toda a logística. Não há como se falar em aumento na conta de luz. A modelagem [ da MP] é bem fechada para garantir redução no preço da energia para o consumidor”, afirmou. Marcos Rogério falou ainda sobre o uso de usinas nucleares e de outras fontes energéticas pelo Brasil, como a energia eólica e solar. Segundo ele, embora também sejam importantes, as proposta renováveis não “se sustentam de maneira independente”, ressaltando que o país precisa de “energia firme”. “Toda cadeia de produção é importantes, mas as fontes estruturantes é que dão segurança energética e garantem segurança do sistema”, pontou. Após aprovação do texto no Senado, a expectativa é que a Câmara dos Deputados vote a MP da Eletrobras na segunda-feira, 21. Se aprovada, a matéria vai à sanção do presidente Jair Bolsonaro na terça-feira, data final para a proposta não perder a validade.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 18 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 18 de junho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *