Ministro da Infraestrutura cobra definição de marco regulatório do setor ferroviário

Postado em 21 de julho de 2021

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, reclama do Congresso Nacional pela demora em aprovar o novo marco regulatório das ferrovias. O objetivo do projeto é atrair investimentos e ampliar a oferta dos serviços do transporte e da malha pelo país. De acordo com o setor, cerca de 30% de 30 mil quilômetros de trilhos estão ociosos. O ministro destacou que a ampliação das ferrovias estaduais vai ajudar a reduzir o custo do frete no Brasil. “Essas ferrovias estaduais interligadas no sistema federal ferroviário vão acabar proporcionando uma rede com multiplicidade de operadores. Isso vai concorrer com o aumento da oferta ferroviária e esse aumento da oferta vai acabar repercutindo em frete mais barato”, afirmou em live do jornal Valor Econômico.

Tarcísio Gomes de Freitas destacou que o governo vem promovendo a renovação das concessões. O ministro defende a necessidade de um trabalho conjunto entre os Estados e o governo federal. “Alguns marcos estaduais já estão sendo lançados, algumas ferrovias até começam a ser autorizadas, como foi o caso do anúncio do Mato Grosso agora. Mas é preciso fazer com que essas ferrovias conversem com o todo”, disse o membro do governo, que voltou a defender o projeto da Ferrogrão, uma ferrovia que vai ligar os estados do Mato Grosso e do Pará. De acordo com Tarcísio, existe interesse da iniciativa privada em investir na proposta.

*Com informações da repórter Nanny Cox

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 21 de julho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *