Após live de Bolsonaro, Gilmar Mendes diz que voto impresso é ‘conversa fiada’

Postado em 30 de julho de 2021

Durante a semana, o presidente Jair Bolsonaro prometeu apresentar provas de que houve fraude nas eleições por meio das urnas eletrônicas em sua live semanal. Na noite desta quinta-feira, 29, porém, recuou, admitiu que não poderia comprovar nada, falou apenas em indícios e atacou o ministro Luís Roberto Barroso, que preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Horas depois da transmissão do chefe do Executivo federal, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse que a discussão sobre o voto impressão é “conversa fiada”. “Essa ideia de que, sem voto impresso, não podemos ter eleições ou não vamos ter eleições confiáveis, na verdade, esconde talvez algum tipo de intenção subjacente, que não é boa”, disse o decano da Corte. “Vamos parar um pouco de conversa fiada. Claro que todos nós somos favoráveis à audibilidade da urna, e ela é auditável”, acrescentou o ministro.

O magistrado deu as declarações em um evento virtual promovido pelo Consultor Jurídico (Conjur). No encontro, do qual também participou o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), Gilmar Mendes também questionou a solidez do voto impresso, principal bandeira de Bolsonaro. “A discussão sobre o voto impresso revela uma impropriedade. Se estamos a falar de fraude no programa, o voto impresso não elidiria essa fraude, porque aquilo que é impresso já passou pelo programa”, disse. Lira, por sua vez, destacou que disputou oito eleições e não há “nenhum fato que diga respeito a fragilidade no sistema ou fraudes”. O parlamentar do PP também afirmou que a PEC, de autoria da deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF), deve ser derrotada na comissão especial que analisa a matéria – a votação do relatório do deputado Filipe Barros (PSL-PR) está marcada para o dia 5 de agosto. “A questão do voto impresso está tramitando na comissão especial, o resultado da comissão impactará se esse assunto vem ao plenário [da Câmara] ou não. Na minha visão, tudo indica que não”, avaliou.

Como a Jovem Pan mostrou, membros da comissão acreditam que a proposta será rejeitada por uma “margem segura”. É o que diz o deputado federal Fábio Trad (PSD-MS). À reportagem, ele estimou que o relatório deve ser rejeitado por 24 votos a 10. Na noite desta quinta-feira, após a live de Bolsonaro, Trad foi ao Twitter comentar as declarações do presidente da República. “Como membro titular da Comissão Especial da PEC do voto impresso, devo admitir – por uma questão de lealdade a vocês – que, antes da live de hoje do presidente Bolsonaro, eu estava convencido a votar não à PEC, mas depois da live fiquei mais convencido ainda”, escreveu. A rejeição à proposta também ocorre em partidos da base do governo. Há pouco mais de um mês, presidentes de 11 siglas, entre elas, Valdemar Costa Neto, do PL, e Ciro Nogueira, do Progressistas, fecharam questão contra a mudança do sistema de votação do país. O entendimento desencadeou um movimento das legendas, que alteraram os parlamentares indicados para o colegiado que analisa o texto.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 30 de julho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 30 de julho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Publicação de Larissa Ross no Migalhas

A advogada Larissa Ross, publicou no dia 17/09/2021, o artigo no Migalhas, com o tema “A obrigatória ratificação judicial dos elementos informativos da investigação para a decisão de pronúncia“....

Artigos Relacionados

AO VIVO: CPI da Covid-19 ouve ministro Wagner Rosário, da CGU

AO VIVO: CPI da Covid-19 ouve ministro Wagner Rosário, da CGU

Três meses depois da aprovação de sua convocação, o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, depõe nesta terça-feira, 21, à CPI da Covid-19. A oitiva deve ser marcada por uma espécie de guerra de narrativas entre senadores governistas e membros...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *