Pazuello diz que recebeu pedido informal de Bolsonaro para investigar denúncia da Covaxin

Postado em 30 de julho de 2021

O ex-ministro da saúde, Eduardo Pazuello, prestou depoimento nesta quinta-feira, 29, na Polícia Federal. Na ocasião, ele disse que recebeu um pedido informal do presidente Jair Bolsonaro para investigar a denúncia de irregularidade na compra da vacina Covaxin. O general teria, como ministro, também repassado as informações verbalmente para Élcio Franco. O secretário executivo do Ministério da Saúde, por sua vez, que teria respondido que não havia irregularidades no negócio. Segundo Pazuello, alguns órgãos do ministério apontaram erros no contrato e que eles foram corrigidos, sendo que o panorama não era de nenhuma “gravidade”. O ex-ministro disse não se recordar se o pedido do presidente aconteceu em 22 ou 23 de março. Eduardo Pazuello também afirmou que, mesmo após a aprovação das áreas responsáveis no ministério pela análise do contrato, o chefe do Executivo teria insistido para que ele fosse verificado.

O servidor do ministério, Luís Ricardo Miranda e o irmão, deputado federal Luis Miranda denunciaram na CPI da Covid-19 suspeitas de irregularidades na negociação de compra da Covaxin. Os dois afirmam que visitaram Bolsonaro e informaram sobre indícios de superfaturamento no preço do imunizante e de pressões para acelerar a assinatura do contrato. A Polícia Federal colheu o depoimento de Pazuello no inquérito aberto a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e que investiga se Jair Bolsonaro cometeu crime de prevaricação, ou seja, se ele deixou de encaminhar e apurar as denúncias.

*Com informações da repórter Letícia Santini

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 30 de julho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 30 de julho de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

Publicação de Larissa Ross no Migalhas

Publicação de Larissa Ross no Migalhas

A advogada Larissa Ross, publicou no dia 17/09/2021, o artigo no Migalhas, com o tema “A obrigatória ratificação judicial dos elementos informativos da investigação para a decisão de pronúncia“. Confira aqui o artigo.The post Publicação de Larissa Ross no Migalhas...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *