Tebet apresenta irregularidades do contrato da Covaxin e advogado da Precisa se cala

Postado em 18 de agosto de 2021

Em sua exposição na sessão desta quarta-feira, 18, a senadora Simone Tebet (MDB-MS), líder da bancada feminina no Senado, apresentou uma série de irregularidades no processo de compra da vacina Covaxin pelo governo do presidente Jair Bolsonaro. Entre os documentos exibidos pela emedebista está a procuração fraudulenta apresentada pela Precisa Medicamentos ao Ministério da Saúde, como a Jovem Pan mostrou, e e-mails segundo que evidenciam que a empresa, que está na mira da comissão, não era importadora nem exportadora dos imunizantes. Diante dos fatos narrados, Túlio Silveira, advogado da Precisa que depõe aos parlamentares, se calou.

Simone Tebet coordena o núcleo de trabalho da CPI da Covid-19 que trata exclusivamente do processo de compra da Covaxin. De acordo com os documentos apresentados pela senadora, em mais de uma ocasião, consultores jurídicos do Ministério da Saúde emitiram pareceres contrários à assinatura do contrato que previa a aquisição de 20 milhões de doses do imunizante indiano. Mesmo assim, Túlio Silveira enviou e-mails para a pasta cobrando celeridade no processo – nas mensgens enviadas, o advogado dizia que as pendências jurídicas seriam analisadas em momento posterior.

No início da sessão, a defesa de Túlio Silveira disse que o depoente ficaria em silêncio para “manter o sigilo profissional”. No entanto, os senadores questionaram se o advogado da Precisa havia apresentado ao Ministério da Saúde uma procuração que lhe dava condições de representar a empresa junto ao governo federal. Diante do silêncio, Simone Tebet afirmou que não encontrou este documento ao analisar os documentos referentes ao processo. Por isso, os parlamentares insistiram na tese de que, por não se tratar formalmente de um advogado, Silveira deveria responder aos questionamentos. Depois da exposição da líder da bancada feminina, o presidente da CPI da Covid-19 pediu a palavra. “O senhor tinha conhecimento dos fatos narrados?”, questionou. O advogado ficou calado mais uma vez. “Ou o senhor não é bom advogado como a senadora Simone está afirmando, ou o senhor foi conivente com todos os indícios de irregularidade que esse contrato tem. O senhor sabe que fizeram coisas erradas. E coisas muito sérias”, acrescentou Aziz.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 18 de agosto de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 18 de agosto de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

Publicação de Larissa Ross no Migalhas

Publicação de Larissa Ross no Migalhas

A advogada Larissa Ross, publicou no dia 17/09/2021, o artigo no Migalhas, com o tema “A obrigatória ratificação judicial dos elementos informativos da investigação para a decisão de pronúncia“. Confira aqui o artigo.The post Publicação de Larissa Ross no Migalhas...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *