Presença de Maia vai acelerar planos de desestatização em SP, diz João Doria

Postado em 20 de agosto de 2021

O governador João Doria acredita que a presença do deputado Rodrigo Maia no governo paulista será fundamental para ampliar a agenda de privatizações do Estado. “Traz também a força e a experiência do seu mandato e também na qualidade de ex-presidente da Câmara federal para ajudar a orientar os nossos caminhos seja na economia, principalmente, um tema que vem muito ao nosso interesse. Esse é um governo liberal, que quer ampliar os seus programas de desestatização, sobretudo nesse período pós-pandêmico”, afirmou. Ele anunciou durante uma coletiva de imprensa que o ex-presidente da Câmara será o novo secretário de Projetos e Ações Estratégicas do governo de São Paulo. A posse de Maia para o cargo acontece nesta sexta-feira, 20, segundo informações da assessoria estadual.

João Doria também lançou o Programa Bolsa do Povo Educação com o objetivo de combater a evasão escolar e minimizar o atraso no aprendizado causado pela pandemia. Voltado aos alunos de baixa renda, o projeto vai pagar até R$ 1 mil por ano a 300 mil estudantes em situação de vulnerabilidade. Segundo o secretário de educação, Rossieli Soares, alunos e professores estão passando por um processo de adaptação e manter os estudantes no ambiente escolar é o maior desafio da educação brasileira. De acordo com Rossieli, no Brasil, há mais de 5 milhões de brasileiros que deixaram de estudar. “O abandono escolar será maior, obviamente, entre os alunos mais pobres. 32% de aumento no abandono que já existia, os alunos na extrema pobreza. Esse público precisa de mais apoio.”

O governo de São Paulo estima que a evasão escolar pode chegar a 35%. Dados da Pnad Contínua avaliam que os alunos deixam a escola por necessidade a trabalhar, o que corresponde a 39% da evasão escolar. João Doria reafirmou o compromisso do seu governo com a educação. Disse que a evasão escolar é como um “deserto para o futuro do Brasil”. Ele ressaltou a educação como forma de oferecer melhores oportunidades aos brasileiros. O programa, que foi anunciado em julho, terá investimento de R$ 400 milhões. A rede estadual tem, ao todo, 3,5 milhões de alunos, sendo que 770 mil vivem na pobreza ou pobreza extrema.

*Com informações da repórter Camila Yunes

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 20 de agosto de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

Citação Eletrônica: Cuidados que as empresas podem adotar

Citação Eletrônica: Cuidados que as empresas podem adotar

Citação Eletrônica A Lei nº 14.195/2021 foi publicada no dia 27.08.2021. Desde então, estão em vigor as regras que alteram o Código de Processo Civil. Uma das principais mudanças é o incremento à citação eletrônica das pessoas jurídicas, a qual deverá ocorrer,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *