CPI da Covid-19: Mensagens detalham lobby para fraudar licitação para compra de testes

Postado em 26 de agosto de 2021

Mensagens em posse da CPI da Covid-19 detalham um lobby feito por Francisco Maximiano, dono da Precisa Medicamentos, junto ao então diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, para fraudar uma licitação com o intuito de vender testes de detecção da doença de baixa eficácia ao governo federal. A operação criminosa teve a participação de José Ricardo Santana, que depõe nesta quinta-feira, 26, à comissão, e o advogado Marconny Albernaz Faria, apontado como lobista da Precisa. “Essa é a arquitetura ideal para prosseguir”, diz Maximiano, antes de encaminhar um passo-a-passo a ser seguido pelo servidor da Saúde.

Nas mensagens, do dia 4 de junho de 2020, Francisco Maximiano diz a Albernaz Faria que “a equipe lá dentro está afinada, aguardando o Bob avocar o processo”. “Veja como ficaria o passo a passo”, prossegue o dono da Precisa. Bob é a referência a Roberto Ferreira Dias, que foi saiu preso da CPI da Covid-19. Faria repassou as mensagens a José Ricardo Santana, que, por sua vez, encaminhou o conteúdo das orientações a Dias. Ele só foi exonerado do Ministério da Saúde no dia 29 de junho de 2021, mais de um ano depois, após o policial militar Luiz Paulo Dominguetti denunciar um pedido de propina que teria sido feito por Dias para a compra de 400 milhões de doses da vacina da AstraZeneca. “Como se vê, os negócios da Precisa iam muito além das vacinas”, disse o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). A empresa de Maximiano é peça fundamental no caso Covaxin.

O procedimento consistiria em desclassificar empresas que estavam melhores colocadas na licitação para a compra de testes de Covid-19 para que a Precisa Medicamentos pudesse vender os itens ao governo do presidente Jair Bolsonaro. “A desclassificação com os concorrentes que estão à frente já montamos e está com o time de dentro [do Ministério da Saúde]”, diz Max a Albernaz. Todas essas mensagens foram repassadas a José Ricardo Santana. O conteúdo das conversas causou revolta dos membros da comissão. “Foi essa CPI que demitiu o Bob, senao ele estava lá ainda. Essa CPI que colocou o lorota bank [a FIB Bank] aqui. A CPI trouxe o Ricardo Santana, que estava tomando chopp com o Bob e aparece o Dominguetti, um dos maiores empresários de Minas Gerais, para vender vacinas. Foi desse jeito que o povo brasileiro, as 576 mil vidas perdidas, foram tratadas por algumas pessoas dentro do governo e do Ministério da Saúde. É uma pena que tenhamos que ver esse tipo de comportamento. Sabe para o que eram aqueles testes? Para as pessoas não morrerem. E vocês fraudando, manipulando. Era para vocês todos se juntarem para comprar testes para que o povo brasileiro fosse testado, porque o Brasil é um dos que menos testou no mundo. E sabe por quê? Por causa dessa brincadeira. Nunca foi o valor humano, nunca foi a vida, era o valor que entraria no bolso deles”, disse o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI. “Vagabundos”, concluiu.

Veja as mensagens exibidas na sessão desta quinta (as imagens abaixo foram retiradas da transmissão da TV Senado no YouTube): 

Mensagens obtidas pela Justiça

Reprodução/TV Senado/YouTube

Mensagens obtidas pela Justiça

Reprodução/TV Senado/YouTube

Mensagens obtidas pela Justiça

Reprodução/TV Senado/YouTube

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 26 de agosto de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 26 de agosto de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Homenagem da UFPR à memória do Professor René Dotti

A Universidade Federal do Paraná, por sua Faculdade de Direito, Programa de Pós-Graduação em Direito e o Departamento de Direito Penal e Processual Penal, homenagearão a memória do Professor Titular...

Artigos Relacionados

Citação Eletrônica: Cuidados que as empresas podem adotar

Citação Eletrônica: Cuidados que as empresas podem adotar

Citação Eletrônica A Lei nº 14.195/2021 foi publicada no dia 27.08.2021. Desde então, estão em vigor as regras que alteram o Código de Processo Civil. Uma das principais mudanças é o incremento à citação eletrônica das pessoas jurídicas, a qual deverá ocorrer,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *