Apesar da resistência de Alcolumbre, governo diz ter votos para aprovar Mendonça ao STF

Postado em 27 de agosto de 2021

Apesar da resistência do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que preside a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e é responsável por pautar a sabatina de André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para a vaga do ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF), o Palácio do Planalto diz ter os votos suficientes para aprovar o nome do “terrivelmente evangélico” como novo integrante da Corte. Nos últimos dias, o ex-advogado-geral da União conquistou apoios importantes. Agora, aliados do governo trabalham para que Mendonça seja sabatinado o quanto antes.

Como a Jovem Pan mostrou, depois de o Senado aprovar a recondução de Augusto Aras para mais um mandato de dois anos à frente da Procuradoria-Geral da República (PGR), a bancada do Partido Liberal (PL), formada por quatro senadores, emitiu uma nota, na terça-feira, manifestando “irrestrito apoio” a Mendonça. No dia seguinte, ele participou de um jantar com a bancada do PSD, a segunda maior do Senado. No encontro, que aconteceu na casa do senador Lucas Barreto (PSD-AP), em Brasília, o indicado por Bolsonaro ouviu a legenda fechar questão favorável a sua ida ao STF. O governo também conta com o voto favorável da maioria dos membros do PP, o partido de Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil – o Progressistas possui sete senadores.

O governo também conta com o voto de alguns senadores de outros partidos, como DEM, MDB, Patriota, Podemos, Republicanos, PROS, PSC e PSL. No caso dos emedebistas, que representam a maior bancada da Casa, com 16 parlamentares, aliados de Mendonça estimam que ele possui, no mínimo, cinco votos. Lideranças governistas também estimam que o ex-AGU conquiste o apoio de integrantes da oposição. Um exemplo citado é o da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), que, assim como o indicado, é evangélica. Procurado pela Jovem Pan, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), líder da legenda no Senado, disse apenas que “a bancada exige que a sabatina seja marcada”. Em razão disso, governistas avaliam que Mendonça já possui os 41 votos necessários. “O André está muito bem, conversando com todo mundo. Ambiente para aprovação é absolutamente favorável”, disse à reportagem o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO).

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: André Siqueira.
Data de Publicação: 27 de agosto de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: André Siqueira.
Data de Publicação: 27 de agosto de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

Publicação de Larissa Ross no Migalhas

Publicação de Larissa Ross no Migalhas

A advogada Larissa Ross, publicou no dia 17/09/2021, o artigo no Migalhas, com o tema “A obrigatória ratificação judicial dos elementos informativos da investigação para a decisão de pronúncia“. Confira aqui o artigo.The post Publicação de Larissa Ross no Migalhas...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *