Por que a sabatina de André Mendonça não deve ocorrer antes de 7 de setembro

Postado em 31 de agosto de 2021

Apesar dos apelos de parlamentares governistas, a sabatina de André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para a vaga do ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF), só deve ocorrer depois do feriado de 7 de setembro. A escolha da data da sessão é uma prerrogativa do presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), um dos principais focos de resistência ao nome do ex-advogado-geral da União.

Em um contexto de crise entre os Poderes, senadores ouvidos pela reportagem afirmam que Alcolumbre quer aguardar os desdobramentos das manifestações bolsonaristas convocadas para o feriado nacional para decidir quando a CCJ receberá o “terrivelmente evangélico” escolhido por Bolsonaro. Além disso, para uma ala do Senado, as manifestações da próxima semana vão definir se a tensão irá arrefecer ou se agravar. Como a Jovem Pan mostrou, o parlamentar do DEM decidiu não pautar a sabatina de André Mendonça depois do presidente da República apresentar um pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do STF. O ex-presidente do Senado considerou a atitude “lamentável” e uma agressão ao Judiciário.

A interlocutores, Alcolumbre tem dito que não faz sentido analisar a indicação feita por Bolsonaro ao Supremo, se o presidente da República instiga o conflito institucional. “Vamos aguardar o que acontecerá na próxima semana para saber se o presidente recua ou se vai insistir na estratégia de esticar a corda”, afirmou à Jovem Pan, pedindo reserva, um integrante da CCJ do Senado. Nesta terça-feira, 31, cumprindo agenda em Minas Gerais, o mandatário do país afirmou, sem explicar ao que se referia, que “nunca houve uma oportunidade como essa” em um feriado de 7 de setembro. “Nunca outra oportunidade para o povo brasileiro foi tão importante ou será importante quanto esse nosso próximo 7 de Setembro”, disse em Uberlândia (MG). “Vamos mudar os destinos do Brasil e tenho certeza, dentro das quatro linhas da Constituição. Não será levantando uma espada para cima e proclamando algumas palavras. No passado, foi assim. Hoje pela complexidade do que está em jogo em nossa nação, será um pouco diferente”, acrescentou.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: André Siqueira.
Data de Publicação: 31 de agosto de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: André Siqueira.
Data de Publicação: 31 de agosto de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Publicação de Larissa Ross no Migalhas

A advogada Larissa Ross, publicou no dia 17/09/2021, o artigo no Migalhas, com o tema “A obrigatória ratificação judicial dos elementos informativos da investigação para a decisão de pronúncia“....

Artigos Relacionados

AO VIVO: CPI da Covid-19 ouve ministro Wagner Rosário, da CGU

AO VIVO: CPI da Covid-19 ouve ministro Wagner Rosário, da CGU

Três meses depois da aprovação de sua convocação, o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, depõe nesta terça-feira, 21, à CPI da Covid-19. A oitiva deve ser marcada por uma espécie de guerra de narrativas entre senadores governistas e membros...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *