Pacheco deixa o DEM e oficializa filiação ao PSD, partido de Kassab

Postado em 22 de outubro de 2021

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, anunciou oficialmente nesta sexta-feira, 22, a sua filiação ao PSD, partido do ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. Pacheco foi eleito senador em 2018 pelo Democratas, partido do qual se despediu nesta sexta. Segundo apurou a Jovem Pan, a saída do DEM já havia sido comunicada pelo senador ao presidente nacional da legenda, ACM Neto, na noite de terça-feira, 19, em um encontro entre os dois em Brasília. Nesta sexta-feira, Pacheco usou suas redes sociais para oficializar a sua decisão. “Comunico que, nesta data, tomei a decisão de me filiar ao PSD, a convite de seu presidente, Gilberto Kassab. Agradeço aos filiados, colegas e amigos do Democratas de Minas Gerais e de todo o país o período de convivência partidária saudável e respeitosa”, disse o senador. “Meus agradecimentos especiais ao presidente ACM Neto pela atenção a mim sempre dispensada e manifesto meus votos de sucesso ao recém-criado União Brasil, na pessoa de seu presidente, deputado Luciano Bivar”, finalizou o parlamentar.

Como você viu anteriormente na Jovem Pan, pesou na decisão de Pacheco a criação do União Brasil, que surgirá da fusão do DEM com o PSL. O presidente do Senado avalia que essa configuração cria um cenário incerto, uma vez que a nova legenda passará por um processo de reestruturação. A capilaridade do PSD e o fato da bancada mineira no Senado ser formada por dois futuros correligionários (Carlos Viana e Antonio Anastasia) também foram levados em consideração. A filiação de Pacheco ao PSD vinha sendo costurada desde o primeiro semestre deste ano. O plano de Kassab é lançar o presidente do Congresso como candidato à Presidência da República nas eleições de outubro do ano que vem. O parlamentar, no entanto, evita falar sobre sua possível candidatura em 2022.

Pacheco, como atual presidente do Senado Federal, vem se consagrando como uma peça importante no cenário da política brasileira. Em 2021, o senador contou com o apoio do presidente Jair Bolsonaro e de sua base nas eleições pela Presidência no Senado. O político iniciou sua carreira no antigo PMDB em 2014. Na época, Pacheco se elegeu deputado federal. Em 2018, ele se colocou como pré-candidato ao governo de Minas Gerais pelo PMDB, mas enfrentou resistência dentro da sigla. Por esse motivo, o parlamentar saiu do partido e se filiou ao Democratas. Na nova legenda, Pacheco tentou emplacar mais uma vez sua candidatura a governador de Minas, porém foi preterido pelo DEM, que decidiu apoiar o nome do PSDB. Assim, o político concorreu a uma vaga no Senado Federal e foi eleito. Em 2021, Rodrigo Pacheco venceu Simone Tebet (MDB) na disputa pela presidência da Casa.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 22 de outubro de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *