Senadores fazem articulação para novo pedido de impeachment de Bolsonaro após entrega do relatório da CPI

Postado em 22 de outubro de 2021

O maior grupo de senadores que compõem a CPI da Covid-19 fez a articulação para que ocorra a elaboração de um pedido de impeachment. O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) será o responsável por unir o grupo de juristas. Já houve movimentações semelhantes este ano. Em setembro, um grupo encabeçado por Miguel Reale Júnior, entregou à CPI um estudo sobre crimes que teriam sido cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro na pandemia. Antes disso, no mês de junho, outros juristas fizeram o que foi chamado de “superpedido” de impedimento, assinado por políticos e membros da sociedade civil. Segundo a Câmara, até setembro foram registrados 131 pedidos contra o Bolsonaro. No Twitter, Renan Calheiros reforçou que Jair Bolsonaro é responsável pelas mortes de mais de 600 mil brasileiros e que terá de pagar por elas na justiça dos homens e de Deus.

Em entrevista à Jovem Pan, o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) voltou a repudiar o relatório final do trabalho. “Isso é uma mancha que fica na CPI, que só quis ser uma peça, um instrumento de vingança política que chegou ao ponto de vingança pessoal. Nada com ódio, nada com raiva será feito com a razão, sem emoção. Acho que isso faltou na CPI esse bom senso. Técnica ao invés de pirotecnia”, argumentou. Ainda há novidades sobre o relatório final da CPI. Isso porque os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Eduardo Braga, líder do MDB no Senado, cobraram e devem conseguir incluir no texto o governador amazonense Wilson Lima e o ex-secretário de Saúde do Estado Marcellus Campêlo. Há quem aponte que a sugestão de indiciamento tem caráter político, pois Lima já é réu no STJ.

*Com informações do repórter Fernando Martins

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 22 de outubro de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *