‘Geraldo Alckmin tem todas as condições para ser o nosso candidato a senador’, diz secretário de Doria

Postado em 4 de dezembro de 2021

O secretário particular do governador João Doria, Wilson Pedroso, que também coordenou a campanha do governador nas prévias do PSDB, analisou o cenário para 2022. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News, Pedroso afirmou que o governador usará dezembro para fazer um “raio-x” da situação do partido nos Estados e traçar estratégias para cada um deles. O secretário de Doria não descarta o apoio do PSDB a candidatos de outras legendas. “Agora é o momento de união, de conversas com os aliados do PSDB e futuros aliados da terceira via. Acho é o momento de montar unidade e fazer um raio-x do PSDB nos Estados, identificar onde dá para fortalecer nossos candidatos e onde dá para fortalecer os aliados”, contou Pedroso. “Nós vamos privilegiar nesse momento o contato pessoal, as conversas, até 2022. Campanha e eleição é só em 2022”,

Em relação às eleições para o cargo de presidente, o secretário acredita que, por conta das prévias do PSDB e pelas turnês feitas pelos Estados, o governador Doria está melhor posicionado no cenário nacional do que seus outros candidatos da terceira via. Apesar disso, Simonte Tebet (MDB), Sergio Moro (Podemos) e Luiz Henrique Mandetta são nomes possíveis para receberem um possível apoio do PSDB. “O momento da terceira via é de diálogo. Quanto mais eles fizerem diálogo, quanto mais eles estiverem próximos, menos ruído vai existir lá na frente. Nós já estamos organizados para 2022. Acredito muito que o nosso candidato deva ser o João Doria, mas agora é um momento de diálogo, de não fechar as portas a ninguém. Sobre a abordagem de Doria contra seus adversários diretos, Pedroso garante que o governador se posicionará contra Lula e contra Bolsonaro. “O governador João Doria sempre se colocou anti-Lula e vai continuar. Ele também virou um antagonista na questão do presidente Bolsonaro, principalmente pelas questões sanitárias. Ele é um anti-Lula e um anti-Bolsonaro. O ex-ministro Sergio Moro é um parceiro de terceira via”, cravou o secretário.

PSDB oferece apoio à candidatura de Alckmin ao Senado

Conversas entre Geraldo AlckminLula sobre uma eventual chapa para a eleição presidencial de 2022 têm fortalecido o boato de que o ex-governador de São Paulo irá de desfiliar do PSDB. Entre as opções estão do PSD de Gilberto Kassab e o PSB. Há também a possibilidade de que Alckmin saía como candidato ao governo de São Paulo por esses partidos. No PSDB, não há espaço para que Alckmin dispute a vaga para o Palácio dos Bandeirantes. Caso continue no partido, a opção seria a disputa pelo Senado Federal. “O Geraldo sempre foi uma grande bandeira do PSDB, por anos foi governador. Eu torço para que ele tome a decisão de continuar no PSDB, onde sempre foi a casa dele. Nós estamos construindo para ele uma oportunidade de uma candidatura ao Senado, lógico que respeitando o governador José Serra, mas o governador Geraldo Alckmin tem todas as condições para ser o nosso candidato a senador. Existe uma avenida para isso”, disse Pedroso. “O próprio governador João Doria e o nosso pré-candidato ao governo de São Paulo, Rodrigo Garcia, já sinalizaram dessa forma. Espero que ele continue.”

Sobre o governo de São Paulo, Pedroso assegura que o martelo está batido. “Já está batido o martelo. O nosso candidato a governador vai ser o Rodrigo Garcia. Ele tem qualidade suficiente para ser o nosso candidato. Ele é um grande gestor, um grande articulador político”, avaliou. O secretário relembra que Garcia foi o único a se candidatar ao governo de São Paulo nas prévias. Para o coordenador de campanha de Doria, ainda é cedo para definir algo sobre o sucesso da campanha de Garcia com base nas pesquisas de intenção de voto. “Pesquisa é só para ajudar a montar estratégia eleitoral. As pessoas nesse momento não estão ligadas em eleição. E quando você faz pesquisa em um momento igual a esse tem mais recall de eleições passadas do que vontade política do eleitor em votar em a ou votar em b”, finalizou.

Fonte do artigo:

Política – Jovem Pan

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 4 de dezembro de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Aviso Legal

A COJAE acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a sociedade. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito dos mais variados assuntos, a fim de difundir somente informações que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site abaixo.
Autoria do texto: Jovem Pan.
Data de Publicação: 4 de dezembro de 2021.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui.

Publicações Relacionadas

Explore Seus Tópicos Favoritos

Leia mais artigos publicados em nosso blog navegando pelas categorias abaixo. Clique aqui para acessar nosso blog.

Notícias
Direito
Judiciário
Ética
Arbitragem
Editorial
Ideologia
Justiça Federal
Teologia
Todas as Categorias

Selecionadas do editorial

Deltan Dallagnol se filia nesta sexta-feira ao Podemos

Nesta sexta-feira, 10, acontece o evento de filiação do ex-coordenador da Lava Jato Deltan Dallagnol ao Podemos. Entre outros políticos, o evento contará com a presença do ex-juiz e pré-candidato à...

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *