Procurador da República preso

Em sua delação premiada, Josley Batista disse que desembolsava uma mesada-propina de 50 000 reais ao procurador da República Ângelo Goulart Villela. O dinheiro seria pago “a título de ajuda de custo”, em troca de informações privilegiadas da investigação. Villela,...